- Publicidade -
19.7 C
Balneário Camboriú

Senado aprova texto-base da autonomia do Banco Central por 56 votos a 12

Leia também

Governo Bolsonaro amarga gasto com leite condensado

Por André Borges, Rayssa Motta e Samuel Costa Na cena política nacional, o leite condensado ganhou destaque recente como protagonista...

Mourão diz que modelo democrático dos EUA é ‘farol para mundo ocidental’

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou nesta quarta-feira, 20, que a relação do Brasil com os Estados Unidos...

Anfavea: decisão da Ford reflete falta de medidas do governo contra custo Brasil

Fiesp cita Ford para cobrar reformas e reforça oposição a aumento de ICMS em SP> Maia diz que governo...

Por Daniel Weterman

O Senado aprovou, com 56 votos favoráveis e 12 contrários, o texto-base do projeto de autonomia do Banco Central. A medida é defendida por agentes do mercado financeiro e uma das bandeiras da equipe econômica do governo Jair Bolsonaro.

- Publicidade -

Após a votação do texto-base, os senadores vão analisar uma emenda apresentada pelo PT. O partido propõe quarentena de 12 meses para ex-diretores do BC assumirem cargos em instituições financeiras após deixarem o cargo – o texto aprovado prevê um prazo de seis meses.

Além disso, a emenda do PT estabelece uma quarentena “para trás” Com base nessa regra, um diretor não poderia ser indicado se ocupasse no último ano cargos em empresas submetidas à regulação do Banco Central. A tendência no Senado é rejeitar a emenda e enviar o projeto para a Câmara dos Deputados.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -

Santa Catarina fechará as atividades não essenciais no final de semana

Pressionado pelo caos, o governador fez o que prefeitos, acovardados e irresponsáveis, se recusaram a fazer. Veja a lista do que pode funcionar.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -