- Publicidade -
24 C
Balneário Camboriú

FacineBC recebeu 69 filmes e trará Anna Muylaert e Eduardo Serrano para MasterClass

As inscrições para o MasterClass abrem nesta sexta

Leia também

Livro com registro inédito sobre a produção teatral em Itajaí será lançado nesta quinta

A história do teatro em Itajaí começou em 1897, no entanto, foi nas décadas de 1970 e 1980 que...

Foragido do RS é preso com arma e drogas em Balneário

Um homem de 34 anos, que estava foragido do RS por furto a caixa eletrônico, foi preso em Balneário...

Vereadores de Balneário Camboriú votarão hoje “calote” no fundo de saúde dos servidores municipais

A Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú votará nesta quarta-feira, 14, projeto do prefeito Fabrício Oliveira que pretende dar...

Minimercado do centro foi arrombado e furtado nessa madrugada

Um minimercado, localizado na Rua 2.000, foi arrombado e furtado na madrugada desta quarta-feira (14), em Balneário Camboriú. O...

Praça da Cultura receberá primeira empena de arte urbana da área central de Balneário Camboriú

A obra do artista Eduardo Vaso, em andamento na Praça da Cultura, ainda não está pronta, mas já vem...
- Publicidade -

A 4ª Mostra FacineBC, projeto contemplado pela Lei Aldir Blanc, recebeu 69 inscrições de filmes, que encerraram domingo (28). A produção considera ‘expressivo’ o número de participantes. O projeto também ofertará formação aos profissionais de Balneário Camboriú do audiovisual com duas MasterClass, com dois dos principais nomes do cinema nacional: Anna Muylaert, para dialogar sobre roteiro e na de montagem, Eduardo Serrano. As inscrições para o MasterClass abrem nesta sexta-feira (5).

Número de participantes surpreendeu

A criadora do FacineBC e proponente do projeto, Dagma Castro, explica que receberam um número de inscritos ‘bem acima’ da expectativa, salientando que possuem participantes de Balneário e de todo o Estado. 

- Publicidade -

“Este número só vem nos afirmar a necessidade destas janelas de oportunidade de exibição dos conteúdos produzidos, precisamos fomentar muito e cada vez mais estes espaços para nossos produtores”, diz.

Mostra será em abril

Agora os filmes recebidos irão para a equipe dos quatro curadores – o professor e a coordenadora do curso de Produção Audiovisual da Univali, Pedro Bughay e Denise Serafini Furtado, o roteirista e cineclubista Diego Elias e a produtora e diretora Fabiana Mansur. Eles acolherão os filmes e montarão a programação para os quatro dias da Mostra, que acontecerá de 25 a 28 de abril. Também integra equipe da curadoria e organizará os licenciamentos dos filmes a advogada Nanashara Piazentin, especialista em cultura e direito autoral e representante da Câmara Setorial de Audiovisual de Balneário Camboriú. 

MasterClass

A 4ª Mostra é parte do projeto FacineBC, é totalmente gratuito e com o objetivo de ser uma janela inclusiva e democrática à cadeia produtiva do audiovisual, trazendo em seu conteúdo os eixos de formação e difusão com exibição de filmes, como nas edições anteriores, este ano com as atividades todas em plataformas digitais, devido à pandemia de Covid-19. 

O projeto também ofertará formação aos profissionais locais do audiovisual com duas MasterClass, ccom 20 vagas cada e serão ofertadas somente para os profissionais da cadeia produtiva do audiovisual de Balneário Camboriú.

- Publicidade -

Segundo a produtora Dagma, a reserva de vagas para o público local se dá por dois motivos: primeiro porque o recurso é local e também para que os participantes possam ter o melhor aproveitamento da aula. 

“Sabemos da necessidade dos profissionais de SC em formação e que muitos sentirão por não ter a chance deste momento, o que lamentamos por não ter recurso para absorver estes grandes nomes do cinema nacional por mais de uma aula; então entendemos ser justo possibilitar que nossos colegas da cidade tenham esta riqueza e generosidade da Anna Muylaert e do Eduardo Serrano que aceitaram de pronto nosso convite para compartilhar suas experiências e conhecimento, ainda que num tempo de só três horas.  Mas também sabemos do quanto irá contribuir imensamente para os participantes que colherão o máximo de cada minuto da oportunidade”, explica.

No último dia do evento, 29 de abril, terá o ‘Encontro Criativo’, onde ambos, Anna e Eduardo, estarão num bate-papo ao vivo e aberto pelo canal do YouTube do FacineBC falando sobre os processos criativos de um filme. 

Saiba mais sobre Anna e Eduardo

Anna Muylaert  (Foto Getty Images)

Hoje beirando seus 57 anos, nascida em 21/04/64, a paulista Anna Muylaert tem diversos prêmios no Brasil e no exterior; é diretora, roteirista e produtora especializada em conteúdo para cinema e televisão. Estudou cinema na Escola de Comunicações e Artes da USP. Na década de 90 fez parte da equipe de criação dos programas da TV Cultura Mundo da Lua (1991) e Castelo Rá-Tim-Bum (1994)  uma das mais bem sucedidas séries de todos os tempos da TV brasileira. Ainda para TV escreveu a série Um menino muito maluquinho, da TV Brasil e fez parte das equipes de criação de Filhos do Carnaval e Alice, ambos da HBO e a direção geral da primeira temporada da série As Canalhas, da GNT.

No início da carreira realizou muitos filmes curtas-metragens, como roteirista vários longas, entre eles  o premiadíssimo O ano que meus pais saíram de férias (2006), de Cao Hamburger.  Anna também assina o roteiro de 5 longas metragens que dirigiu e produziu com sua empresa África Filmes, todos com diversos prêmios. Foi com Que horas ela volta?  (The Second Mother), 2015, que foi reconhecida internacionalmente. O filme ganhou o Prêmio especial do Júri no Sundance Film Festival e também o Panorama Audience Award na Berlinale 2015 e foi vendido e lançado em mais de 30 países. O filme foi também o escolhido pelo Brasil para representar o país no Oscar – motivo pelo qual recebeu o convite para fazer parte da Academia de Artes e Ciências cinematográficas de Hollywood. Atualmente  a cineasta está em fase de desenvolvimento de seu novo longa metragem O Clube das Mulheres de Negócios em coproducão com Glaz entretenimento.

Eduardo Serrano (Foto – IFFR 2020)

Eduardo Serrano após ter concluído seu mestrado em montagem na National Film School (NFTS)/ Royal College of Art na Inglaterra, partiu para construir sua carreira em Recife. Trabalhou numa série de curtas e longas de animações, documentários e ficção, com forte presença no desenvolvimento do cinema pernambucano. Entre outros, Guaxuma, de Nara Mormande, Doméstica, Boi Neon, e Divino Amor de Gabriel Mascaro, Aquarius, de Kleber Mendonça Filho, recebendo o prêmio de melhor montagem da ABC e Bacurau de KMF e Juliano Dorneles, que também lhe rendeu o prêmio de melhor montagem da ABC e o Grande premio de montagem da Academia Brasileira de Cinema. Apesar desses trabalhos pernambucanos já alavancarem coprodução de vários países, Eduardo montou vários longas de autores estrangeiros, como o português Djon Africa, de Filipa Reis / João Miller, os argentinos La Cama, de Mónica Lairana, Karnawal de Juan Pablo Félix, o belga White Elephant de Kristof Bilsen e atualmente trabalha em dois projeto independente americano em Los Angeles, Beast e Jeannette.

Programação FacineBC

  • De 5 a 20/03: Inscrições para as Master Class (20 vagas cada, para moradores de Balneário Camboriú)
  • 24/03: Divulgação dos filmes classificados para a Mostra
  • 23/04: Master Class Roteiro – com Anna Muylaert
  • 24/04: Master Class Montagem – com Eduardo Serrano
  • De 25 a 28/04: Mostra FacineBC
  • 29/04: Encontro Criativo – com Anna Muylaert e Eduardo Serrano.

Serviço

Mais informações por e-mail facinebc@gmail.com. Toda a programação poderá ser acompanhada pelas redes sociais do FacineBC (Instagram @facinebc e www.facebook.com/facinebc).

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -