- Publicidade -
24 C
Balneário Camboriú

Bolsonaro diz que tratou de MEI Caminhoneiro e rodovias de SC em café da manhã

Leia também

Livro com registro inédito sobre a produção teatral em Itajaí será lançado nesta quinta

A história do teatro em Itajaí começou em 1897, no entanto, foi nas décadas de 1970 e 1980 que...

Foragido do RS é preso com arma e drogas em Balneário

Um homem de 34 anos, que estava foragido do RS por furto a caixa eletrônico, foi preso em Balneário...

Vereadores de Balneário Camboriú votarão hoje “calote” no fundo de saúde dos servidores municipais

A Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú votará nesta quarta-feira, 14, projeto do prefeito Fabrício Oliveira que pretende dar...

Minimercado do centro foi arrombado e furtado nessa madrugada

Um minimercado, localizado na Rua 2.000, foi arrombado e furtado na madrugada desta quarta-feira (14), em Balneário Camboriú. O...

Praça da Cultura receberá primeira empena de arte urbana da área central de Balneário Camboriú

A obra do artista Eduardo Vaso, em andamento na Praça da Cultura, ainda não está pronta, mas já vem...
- Publicidade -

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que tratou na manhã desta quinta-feira sobre proposta que será encaminhada ao Legislativo de criação da figura do microempreendedor individual (MEI) para caminhoneiros.

“Hoje em dia nós temos o MEI normal, que é o faturamento de até R$ 78 mil por ano, e teremos o MEI Caminhoneiro é tudo que eles desejavam: até R$ 300 mil. Eles vão ter CNPJ, vão poder comprar pneus e peças com CNPJ que hoje eles não têm, e vão pagar 11% do salário mínimo”, disse o senador Jorginho Mello (PL-SC), vice-líder do governo no Congresso.

- Publicidade -

Segundo o parlamentar, o presidente deu seu aval e o governo deve trabalhar para aprovar a proposta na próxima semana.

Em encontro com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, Bolsonaro afirmou também que durante o café da manhã com parlamentares tratou da questão das rodovias em Santa Catarina.

Corrupção

Ao pedido de um apoiador para que o presidente “continue assim, evitando a ‘roubalheira” no País”, Bolsonaro respondeu: “Pode ser que ocorra, mas daí a gente toma providência.”

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -