- Publicidade -
22 C
Balneário Camboriú

Produção sobe em 17 em dos 26 ramos em dezembro ante novembro, diz IBGE

- publicidade -

Leia também

Vacinação contra Influenza inicia nesta terça para idosos 70+

A Secretaria da Saúde inicia a segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus Influenza para idosos,...

Aulas e oficinas na Casa da Mulher e no Centro da Rua Itália retornam na segunda-feira

A partir de segunda-feira (10) iniciam as aulas de alongamento, fortalecimento muscular, pilates, fit dance, inglês, dentre outras oficinas,...

Entrevista com Luciana Andréa de Jesus: “A natureza é sábia e normalmente a planta que você precisa nasce no seu entorno”

Luciana Andréa de Jesus, 51, catarinense de Blumenau, moradora de Balneário Camboriú há quase quatro décadas (1984), onde estudou...

Casal que foi despejado pede ajuda, Resgate Social diz que eles não aceitaram ir para Casa de Passagem

O Página 3 foi procurado por leitores que informaram sobre a situação de um casal que está na rua...

Psicóloga aborda “Maternidade ideal versus possível” em livro sobre Primeira Infância

A maternidade envolve uma série de aprendizados práticos como trocar fraldas, entender a pega correta da amamentação, aplicar técnicas...
- Publicidade -

O avanço de 0,9% na indústria em dezembro ante novembro foi disseminado entre as atividades pesquisadas, conforme os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta terça-feira, 2. Em dezembro de 2020, 17 dos 26 setores investigados registraram alta na produção, de acordo com os dados da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física.

Puxaram a alta as produções da Metalurgia (19,0%), de Veículos automotores, reboques e carrocerias (6,5%) e das Indústrias extrativas (3,7%), segundo o IBGE. André Macedo, gerente da Coordenação de Indústria do IBGE, ressaltou que a indústria automotiva, que registrou o oitavo mês seguido de alta, tem ditado o ritmo da recuperação industrial após o fundo do poço da pandemia.

- Publicidade -

“Os veículos lideraram a recuperação da produção industrial ao longo de 2020”, afirmou Macedo, lembrando ainda que o próprio avanço na produção de automóveis e caminhões aumenta a demanda por produtos metalúrgicos, o que explica a alta na metalurgia em dezembro ante novembro.

Já o avanço de 3,7% nas indústrias extrativas foi puxado pelo minério de ferro, disse o pesquisador do IBGE. Segundo Macedo, a produção de petróleo teve desempenho negativo, especialmente por causa de paradas para manutenções programadas.

No processo de recuperação como um todo, 16 dos 26 ramos pesquisados pela PIM-PF superaram o nível de produção de fevereiro do ano passado, o último mês antes da covid-19 se abater sobre a economia. O melhor desempenho de recuperação ficou com a indústria têxtil, cujo nível de produção ficou 26,0% acima do nível de fevereiro de 2020. A indústria automotiva está 9,1% acima de fevereiro. A indústria em geral superou em 3,4% o nível de produção anterior à pandemia.

Na contramão, o destaque entre as nove atividades que tiveram queda na comparação com novembro foi a fabricação de produtos alimentícios, com queda de 4,4%. Foi o terceiro mês seguido de queda. No período, a produção de alimentos acumulou 11,0%, conforme o IBGE. Com isso, o nível de produção da indústria alimentícia está 5,8% abaixo do nível de fevereiro de 2020.

- Publicidade -

Macedo lembrou que a indústria de alimentos teve comportamento descolado das demais atividades. No início da pandemia, suas perdas de produção foram menores do que as demais. Mais recentemente, a aceleração da inflação de alimentos, a redução do auxílio emergencial e questões sazonais podem explicar o desempenho negativo, disse Macedo. A produção de açúcar, que obedece a dinâmica do comércio exterior, contribuiu para a queda, completou o pesquisador.

Comparação anual

A alta de 8,2% registrada pela indústria em dezembro de 2020 ante dezembro de 2019 foi decorrente de ganhos na produção em 19 das 26 atividades pesquisadas, segundo o IBGE.

Dezembro de 2020 teve um dia útil a mais do que igual mês do ano anterior. Segundo André Macedo, o efeito-calendário, a fraca baixa de comparação de dezembro de 2019 (quando houve queda de 1,3% na produção ante dezembro de 2018) e o próprio movimento de recuperação após as perdas provocadas pela pandemia de covid-19 ajudam a explicar o bom desempenho.

O índice de difusão da indústria – que mostra o porcentual de produtos com crescimento na produção em relação ao mesmo mês do ano anterior – ficou em 68,9% dos 805 produtos pesquisados em dezembro de 2020.

Entre as atividades, as principais influências no total da indústria foram registradas veículos automotores, reboques e carrocerias (22,6%), máquinas e equipamentos (37,4%) e metalurgia (28,9%).

- Publicidade -

Jornal Página 3 nas redes

39,714FãsCurtir
18,100SeguidoresSeguir
6,594SeguidoresSeguir
11,600InscritosInscrever
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Aulas e oficinas na Casa da Mulher e no Centro da Rua Itália retornam na segunda-feira

A partir de segunda-feira (10) iniciam as aulas de alongamento, fortalecimento muscular, pilates, fit dance, inglês, dentre outras oficinas, na Casa da Mulher, que...

Entrevista com Luciana Andréa de Jesus: “A natureza é sábia e normalmente a planta que você precisa nasce no seu entorno”

Luciana Andréa de Jesus, 51, catarinense de Blumenau, moradora de Balneário Camboriú há quase quatro décadas (1984), onde estudou Administração e Contábeis, mas não...

Casal que foi despejado pede ajuda, Resgate Social diz que eles não aceitaram ir para Casa de Passagem

O Página 3 foi procurado por leitores que informaram sobre a situação de um casal que está na rua após serem despejados da casa...
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
×

Olá, leitor

Sugestões de pautas, informações em geral.

×