- Publicidade -
24 C
Balneário Camboriú

Reitor da Univali entre os 100 mil pesquisadores mais influentes do mundo

Leia também

Volta às aulas em Balneário Camboriú

Pais e professores analisam retorno e falam sobre possibilidade de nova parada.

Univali abriu mais de 3.700 vagas para ingresso sem vestibular

A Universidade do Vale do Itajaí (Univali) abriu inscrição para 3.709 vagas em cursos de graduação sem vestibular (por...

Aulas do Colégio Maria da Glória retornam nesta segunda-feira

As aulas da Escola de Educação Básica Professora Maria da Glória Pereira, em Balneário Camboriú, retornam nesta segunda-feira (22)....

O reitor da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), Valdir Cechinel Filho, está entre os 100 mil pesquisadores mais influentes do mundo, segundo estudo da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos.

A pesquisa utiliza as citações da base de dados Scopus até 2019, e foi publicada, em outubro, no Journal Plos Biology. Ela utiliza dois rankings. Um deles analisa o impacto do pesquisador ao longo de sua carreira. O outro considera os impactos das pesquisas durante o ano 2019. Cechinel é destaque no ranking de carreiras. Apenas 600 outros pesquisadores do país, sendo 29 de Santa Catarina, integram a lista.

“Estar nesse seleto rol de pesquisadores é uma imensa honra e orgulho, e reflete a importância de colaborações científicas, pois a produção científica que permitiu esse reconhecimento está atrelada às colaborações com pesquisadores nacionais, internacionais e alunos tanto de graduação como de pós-graduação da Univali e de outras instituições de ensino superior”, ressalta Cechinel.

- Publicidade -

Ele é reitor desde 2018 e pesquisador 1C do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Atua como editor associado e assessor científico para inúmeros periódicos especializados e é autor de cerca de 50 livros, capítulos de livros e de cerca de 400 artigos científicos publicados em periódicos especializados nacionais e internacionais, além de 12 depósitos de patentes nacionais e internacionais.

Sua intensa atuação na ciência e tecnologia permitiu que recebesse da Fapesc, em 2012, o Prêmio Caspar Stemmer de Inovação, na categoria Protagonista de Inovação.

Também foi indicado, em 2013, como finalista do Prêmio Santander-Guia do estudante, pelo projeto desenvolvido em parceria com a Indústria Farmacêutica Eurofarma e, em 2015, foi indicado como finalista na categoria Ciência e Inovação, com o projeto intitulado “Busca de novos e efetivos agentes anticâncer a partir da biodiversidade brasileira”.

- Publicidade -

Além disso, em 2017, recebeu a 1ª Comenda de Mérito do Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras (Crub), por sua contribuição à educação superior brasileira.


Fonte: Wagner Mezoni
- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -

Entidades médicas divulgam manifesto em defesa do uso de máscaras contra a covid

Com o Sistema Único de Saúde (SUS) passando pelo momento mais crítico desde o início da pandemia, 46 entidades...
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -