- Publicidade -
24 C
Balneário Camboriú

Após maior déficit da história, Internacional anuncia demissões

Leia também

Livro com registro inédito sobre a produção teatral em Itajaí será lançado nesta quinta

A história do teatro em Itajaí começou em 1897, no entanto, foi nas décadas de 1970 e 1980 que...

Foragido do RS é preso com arma e drogas em Balneário

Um homem de 34 anos, que estava foragido do RS por furto a caixa eletrônico, foi preso em Balneário...

Vereadores de Balneário Camboriú votarão hoje “calote” no fundo de saúde dos servidores municipais

A Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú votará nesta quarta-feira, 14, projeto do prefeito Fabrício Oliveira que pretende dar...

Minimercado do centro foi arrombado e furtado nessa madrugada

Um minimercado, localizado na Rua 2.000, foi arrombado e furtado na madrugada desta quarta-feira (14), em Balneário Camboriú. O...

Praça da Cultura receberá primeira empena de arte urbana da área central de Balneário Camboriú

A obra do artista Eduardo Vaso, em andamento na Praça da Cultura, ainda não está pronta, mas já vem...
- Publicidade -

Depois de anunciar seu maior déficit da história, registrado em 2020, a direção do Internacional resolveu agir. E demitiu ao longo desta quarta-feira cerca de 50 pessoas, entre elas ex-jogadores, como Iarley e Fabiano. A meta é desligar até 60 funcionários para reequilibrar as contas do clube gaúcho.

O Inter registrou na temporada passada um déficit de R$ 90 milhões, o maior de sua história. Diante deste rombo, o clube luta agora para ao menos terminar 2021 zerado, sem obter novo déficit. “Já era previsto que o momento atípico que o mundo está vivendo, com a pandemia da covid-19, causasse grandes impactos nas receitas e colocasse o clube em uma nova realidade. O momento é de transição e de adaptação ao novo cenário”, anunciou o clube.

- Publicidade -

No mesmo comunicado, o Inter lista as medidas que já está tomando para reajustar suas contas: “redução de contratos com parceiros, fornecedores e suprimentos; redução de investimentos e redução da folha de pagamentos e do quadro funcional, ajustando o clube para a nova realidade”.

Um dos demitidos foi Iarley, um dos símbolos da conquista do título mundial de 2006, como jogador. Ele vinha trabalhando no clube como coordenador técnico das categorias de base. Atuava na área desde 2016, no Inter. “Gostaríamos de agradecer a todos pela dedicação e respeito que sempre tiveram ao Colorado”, disse a direção do clube.

O Inter avisou que vender jogadores é uma das metas para recuperar as contas. “A venda de atletas também será necessária em 2021 para viabilizar o pagamento de todas as despesas ordinárias.” Nos últimos meses, o clube aliviou sua folha salarial em R$ 2 milhões com a saída de 20 jogadores, entre empréstimos e não renovações.

Com as demissões anunciadas nesta quarta, a expectativa é de que economizar ao todo cerca de R$ 6 milhões por mês. “É fundamental salientar que as ações partem da premissa de não prejudicar a performance esportiva do Internacional, uma vez que essa gestão tem como objetivo principal manter o clube como protagonista no cenário esportivo conjugado com o equilíbrio financeiro”, destacou o clube, no comunicado.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -