- Publicidade -
19 C
Balneário Camboriú

Com brilho de Gabriel Veron, Palmeiras goleia o Delfín e avança na Libertadores

- publicidade -

Leia também

Vacinação contra Influenza inicia nesta terça para idosos 70+

A Secretaria da Saúde inicia a segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus Influenza para idosos,...

Aulas e oficinas na Casa da Mulher e no Centro da Rua Itália retornam na segunda-feira

A partir de segunda-feira (10) iniciam as aulas de alongamento, fortalecimento muscular, pilates, fit dance, inglês, dentre outras oficinas,...

Entrevista com Luciana Andréa de Jesus: “A natureza é sábia e normalmente a planta que você precisa nasce no seu entorno”

Luciana Andréa de Jesus, 51, catarinense de Blumenau, moradora de Balneário Camboriú há quase quatro décadas (1984), onde estudou...

Casal que foi despejado pede ajuda, Resgate Social diz que eles não aceitaram ir para Casa de Passagem

O Página 3 foi procurado por leitores que informaram sobre a situação de um casal que está na rua...

Psicóloga aborda “Maternidade ideal versus possível” em livro sobre Primeira Infância

A maternidade envolve uma série de aprendizados práticos como trocar fraldas, entender a pega correta da amamentação, aplicar técnicas...
- Publicidade -

Por Glauco de Pierri

O Palmeiras continua firme em seus objetivos na temporada. Campeão Paulista, semifinalista da Copa do Brasil e ainda na luta pelo título do Brasileirão, a equipe avançou para as quartas de final da Libertadores sem dificuldades. Nesta quarta, no Allianz Parque, o time venceu o Delfín, do Equador, por 5 a 0 (já havia feito 3 a 1 fora de casa), com excelente atuação do atacante Gabriel Veron, autor de dois gols e de uma assistência, e ratificou sua classificação.

- Publicidade -

O Palmeiras atingiu 25 gols na Libertadores e agora tem o melhor ataque da competição. Em campo, o time começou o jogo com velocidade. Nos primeiros minutos, Gabriel Veron e suas esticadas pela direita do ataque deram trabalho para a defesa equatoriana. A primeira boa chance surgiu aos cinco minutos. Em jogada ensaiada, Lucas Lima bateu escanteio curto para Gustavo Scarpa bater de primeira, mas a bola passou rente à trave direita do Delfin. Dois minutos depois, Veron passou como quis pela defesa e rolou para Lucas Lima que, sozinho, bateu de direita por cima do gol, perdendo boa chance.

Depois dos 15 minutos, os volantes do alviverde começaram a chegar ainda mais perto da área para arriscar ao gol. Danilo e Gabriel Menino tiveram suas oportunidades, mas foi com Patrick de Paula que o Palmeiras abriu o placar.

Aos 29, em jogada iniciada em ótima reposição de bola de Weverton, Lucas Lima tabelou com Veron, que cruzou na área. A bola bateu na marcação e sobrou para Patrick de Paula bater de primeira, no ângulo, sem chances para Banguera.

Até o final do primeiro tempo, Gustavo Scarpa e Patrick de Paula precisaram deixar o jogo, contundidos. A boa fase da equipe do técnico Abel Ferreira, que nesta quarta-feira completou um mês no cargo, significa ainda mais jogos na maratona enfrentada pela equipe. Nos próximos 21 dias, serão 7 partidas – uma a cada três dias. A sequência começa a pesar no elenco. Scarpa e Patrick são dúvidas para a partida de sábado, contra o Santos, pelo Campeonato Brasileiro.

- Publicidade -

O problema é que o Palmeiras ainda tem vários jogadores no departamento médico. Felipe Melo, Wesley e Luan Silva se recuperam de cirurgias; Luiz Adriano teve uma lesão na coxa esquerda, Jailson está em fase de transição física e Marcos Rocha e Renan ainda apresentam resultados positivos para o novo coronavírus, que atingiu quase todos os jogadores do grupo.

No segundo tempo, Abel Ferreira começou a poupar seus atletas. Com Zé Rafael e Raphael Veiga em campo, a equipe voltou com ímpeto renovado. Aos três minutos, Danilo deu lindo lançamento por trás da defesa e Gabriel Veron tocou com categoria na saída de Banguera para marcar o segundo gol.

Aos seis minutos, Gabriel Menino acionou Raphael Veiga, que achou Veron na direita. O atacante aproveitou a saída antecipada de Banguera e deixou Willian livre para anotar o terceiro. O atacante não marcava um gol havia dois meses e chegou a 15 na temporada – ele empatou com Luiz Adriano na artilharia do time no ano.

O Palmeiras continuava em peso no ataque. Aos 14, mais um golaço do alviverde. Veiga foi na linha de fundo e cruzou para trás. Gabriel Veron pegou de primeira e de voleio mandou a bola no canto direito, sem chances para o goleiro equatoriano.

A equipe continuou atacando e perdeu gols com Gabriel Silva, e Danilo. O Delfín assustou apenas uma vez – aos 24, Cangá bateu falta na trave. Após os 25 minutos, o alviverde diminuiu o ritmo, tocou a bola e esperou o tempo passar. Mesmo assim, chegou ao 5.º gol. Aos 48, Gabriel Silva partiu pela direita e só tocou para Danilo fechar o placar. O Palmeiras mostra força nas fases mais agudas e vai brigar por mais títulos na temporada

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 5 X 0 DELFÍN

PALMEIRAS – Weverton; Gabriel Menino, Luan, Gustavo Gómez e Viña (Mayke); Danilo, Patrick de Paula (Zé Rafael), Gabriel Veron, Lucas Lima (Raphael Veiga) e Gustavo Scarpa (Alan Empereur); Willian (Gabriel Silva). Técnico: Abel Ferreira.

DELFÍN – Banguera; Luzarraga, Cangá, León e Macías (Rojas); Ortiz, Benítez, Vélez, Gonzáles e Corozo (Mera); Valencia (Carreño). Técnico: Miguel Zahzú.

GOLS – Patrick de Paula, aos 29 minutos do 1º Tempo; Gabriel Veron, aos 3 e aos 14, Willian, aos 6, Danilo, aos 48 minutos do 2º Tempo.

ÁRBITRO – Darío Herrera (ARG).

CARTÕES AMARELOS – Patrick de Paula e Cangá.

LOCAL – Allianz Parque, em São Paulo.

- Publicidade -

Jornal Página 3 nas redes

39,709FãsCurtir
18,100SeguidoresSeguir
6,594SeguidoresSeguir
11,600InscritosInscrever
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Aulas e oficinas na Casa da Mulher e no Centro da Rua Itália retornam na segunda-feira

A partir de segunda-feira (10) iniciam as aulas de alongamento, fortalecimento muscular, pilates, fit dance, inglês, dentre outras oficinas, na Casa da Mulher, que...

Entrevista com Luciana Andréa de Jesus: “A natureza é sábia e normalmente a planta que você precisa nasce no seu entorno”

Luciana Andréa de Jesus, 51, catarinense de Blumenau, moradora de Balneário Camboriú há quase quatro décadas (1984), onde estudou Administração e Contábeis, mas não...

Casal que foi despejado pede ajuda, Resgate Social diz que eles não aceitaram ir para Casa de Passagem

O Página 3 foi procurado por leitores que informaram sobre a situação de um casal que está na rua após serem despejados da casa...
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
×

Olá, leitor

Sugestões de pautas, informações em geral.

×