- Publicidade -
27 C
Balneário Camboriú

Com título em Melbourne, Naomi Osaka assume a vice-liderança do ranking da WTA

Leia também

São Paulo só precisa do segundo tempo para golear o Santos pelo Paulistão

O São Paulo precisou de apenas um tempo, o segundo, para atropelar o Santos, neste sábado, no Morumbi. Goleou...

Fluminense e Botafogo também se manifestam contra a volta de público aos estádios

A ideia de ter o retorno do público no Campeonato Carioca não encontrou apoio entre três dos quatro principais...

Para superar Hamilton, Bottas foca na parte mental em treino extremo na Finlândia

Desde que chegou à Mercedes, para substituir o alemão Nico Rosberg, então campeão mundial de Fórmula 1, Valtteri Bottas...

A conquista do título do Aberto da Austrália, o quarto de Grand Slam na carreira, rendeu à tenista japonesa Naomi Osaka a subida no ranking da WTA, atualizado nesta segunda-feira com o encerramento do torneio em Melbourne. A campeã subiu da terceira para a segunda colocação, agora com 7.835 pontos, ultrapassando a romena Simona Halep, que está com 7.255.

A liderança segue com a australiana Ashleigh Barty, que frustrou as expectativas do público local ao cair nas quartas de final do primeiro Grand Slam da temporada. Ao menos se mantém com uma tranquila vantagem de 1.351 pontos para Osaka, que não quer se sobrecarregar com pressões e expectativas para voltar a ser a número 1 do mundo.

- Publicidade -

“Sei que as pessoas contra quem estou jogando são as melhores jogadoras do mundo e, se chegar a minha hora de ganhar outro Grand Slam, ela chegará”, falou a japonesa, com uma abordagem bem tranquila sobre a busca por novas conquistas. “Agora eu vou tentar ir para cinco. Gosto de ver as coisas não como um todo. Para mim, o importante é viver o momento”, complementou a tenista de 23 anos.

Do Top 10 do ranking, a maior subida foi da americana Serena Williams. Eliminada nas semifinais por Osaka, a ex-número 1 do mundo ganhou quatro colocações e pulou para o sétimo lugar, mais próximo de suas concorrentes acima que são a compatriota Sofia Kenin (quarta colocada), a ucraniana Elina Svitolina (quinta) e a checa Karolina Pliskova (sexta).

Outro destaque da atualização desta segunda-feira é a americana Jennifer Brady. A vice-campeã do Aberto da Austrália subiu da 24.ª para a 13.ª posição e atingiu o seu melhor ranking na carreira.

BRASIL – A melhor tenista do País é Gabriela Cé, com 271 pontos na 247.ª colocação. Na busca por melhores posições depois de sua volta ao circuito profissional no meio do ano passado, Beatriz Haddad Maia ocupa o 363.º lugar.

- Publicidade -

Confira o ranking da WTA:

1.ª – Ashleigh Barty (AUS) – 9.186 pontos
2.ª – Naomi Osaka (JAP) – 7.835
3.ª – Simona Halep (ROM) – 7.255
4.ª – Sofia Kenin (EUA) – 5.760
5.ª – Elina Svitolina (UCR) – 5.370
6.ª – Karolina Pliskova (RCH) – 5.205
7.ª – Serena Williams (EUA) – 4.915
8.ª – Aryna Sabalenka (BIE) – 4.810
9.ª – Bianca Andreescu (CAN) – 4.735
10.ª – Petra Kvitova (RCH) – 4.571
11.ª – Kiki Bertens (HOL) – 4.505
12.ª – Belinda Bencic (SUI) – 4.010
13.ª – Jennifer Brady (EUA) – 3.765
14.ª – Victoria Azarenka (BIE) – 3.535
15.ª – Garbiñe Muguruza (ESP) – 3.320
16.ª – Johanna Konta (GBR) – 3.206
17.ª – Elise Mertens (BEL) – 3.060
18.ª – Iga Swiatek (POL) – 3.014
19.ª – Madison Keys (EUA) – 2.962
20.ª – Marketa Vondrousova (RCH) – 2.952
247.ª – Gabriela Cé (BRA) – 271
363.ª – Beatriz Haddad Maia (BRA) – 137

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -

Vítima do caminhão que arrastou moto por 32 Km está em estado “gravíssimo”

O vereador camboriuense Marcio Pereira, informou à imprensa na manhã deste domingo que é “gravíssima” a situação de Sandra...
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -