- Publicidade -
25 C
Balneário Camboriú

Flamengo cede empate ao Bragantino e perde chance de liderar Brasileirão

Leia também

Palmeiras faz 1 a 0 no Grêmio e larga na frente na decisão da Copa do Brasil

O Palmeiras conquistou uma importante vitória por 1 a 0, neste domingo, na partida de ida da final da...

Torcedores se aglomeram para apoiar o Palmeiras antes de viagem a Porto Alegre

Centenas de torcedores do Palmeiras se aglomeraram na porta da Academia de Futebol para apoiar o time antes do...

‘Terá um sabor especial’, diz Diego Souza, do Grêmio, sobre vencer Copa do Brasil

O atacante Diego Souza, peça fundamental no elenco do Grêmio para enfrentar o Palmeiras na final da Copa do...

O Flamengo desperdiçou chance preciosa de dormir na liderança do Brasileirão, na noite deste domingo. Em Bragança Paulista, o time carioca saiu na frente contra o Red Bull Bragantino, impôs seu domínio, mas vacilou no segundo tempo e cedeu o empate por 1 a 1, pela 35ª rodada.

O atual campeão brasileiro chegou aos 65 pontos, apenas um abaixo do líder Internacional, que enfrentará o Sport na quarta-feira, no Beira-Rio, pela mesma rodada. O time gaúcho terá a oportunidade de voltar a abrir maior vantagem na ponta, após tropeçar no jogo anterior. Já o Bragantino tem 48 pontos e figura em 9º na tabela, brigando por vaga na Copa Libertadores.

- Publicidade -

Jogando fora de casa, o Flamengo foi superior ao Bragantino durante a maior parte do jogo. Dominou o primeiro tempo, abriu o placar e criou chances para ampliar, relembrando até alguns dos seus melhores momentos de 2019. Na etapa final, hesitou no início e sofreu o empate. Mas voltou a desperdiçar boas oportunidades e parou no goleiro Cleiton, principal nome da partida.

O JOGO – Em ascensão nesta reta final, o Fla voltou a fazer uma apresentação sólida, no primeiro tempo em Bragança. Equilibrado em todos os setores, o time carioca impôs seu estilo de forte movimentação do começo ao fim e envolveu os anfitriões, com sua marcação alta e aceleração no ataque.

A equipe da casa, também em bom momento, impôs resistência e até levou perigo no ataque, exigindo boa defesa de Hugo aos 13, por exemplo. Claudinho, um dos destaques do Brasileirão, levou perigo aos 24 e também fez o goleiro do Flamengo trabalhar.

Os visitantes, contudo, apresentavam superioridade técnica e levavam vantagem nos detalhes, caso das atuações individuais de Gerson, Arrascaeta e Gabriel. Aos 34, o Bragantino vacilou na marcação e o árbitro viu, com ajuda do VAR, falta sobre Gustavo Henrique, que teve a camisa visivelmente puxada dentro da área. Na cobrança do pênalti, Gabriel mandou para as redes, aos 34.

- Publicidade -

Antes do intervalo, Bruno Henrique quase ampliou ao invadir a área e tentar driblar Cleiton, aos 40. O goleiro agiu rápido e evitou o gol com um toque sutil. Melhor jogador do Bragantino na etapa inicial, Cleiton brilhara também aos 29, em tentativa de Gustavo Henrique quase na pequena área.

O segundo tempo começou mais agitado e aberto, com chances para ambos os lados. Então no controle da partida, o Fla relaxou e o Bragantino não se escondeu. O empate veio aos 17, em falha de Isla, que momentos antes sofrera corte feio no rosto. Após lançamento de longa distância, o lateral evitou a cabeçada e Helinho recebeu na linha de fundo para cruzar para trás. Ytalo encheu o pé quase da marca do pênalti e empatou.

Incomodado com o gol do anfitrião, o Fla partiu para o ataque e passou a desperdiçar seguidas chances. Aos 22, Arrascaeta e Bruno Henrique tentaram cada um uma vez dentro da área, sem sucesso. Cleiton brilhou, como também aconteceu aos 29, após finalização de Gabriel.

Nos minutos finais, as duas equipes criaram oportunidades para decidir o jogo, mas falharam nas finalizações e também tiveram dificuldades para superar a defesa rival.

FICHA TÉCNICA:

RED BULL BRAGANTINO 1 x 1 FLAMENGO

RED BULL BRAGANTINO – Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger, Edimar; Raul, Ricardo Ryller (Ramires), Claudinho, Artur; Ytalo (Hurtado) e Helinho (Bruno Tubarão). Técnico: Maurício Barbieri.

FLAMENGO – Hugo Souza; Isla (Matheuzinho), Willian Arão, Gustavo Henrique, Filipe Luís; Gomes (Pepê), Gerson (Pedro), Everton Ribeiro, Arrascaeta; Gabriel e Bruno Henrique (Vitinho). Técnico: Rogério Ceni.

GOLS – Gabriel (pênalti), aos 34 minutos do primeiro tempo. Ytalo, aos 17 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Raul, Aderlan, Gomes, Edimar, Hurtado.

ÁRBITRO – Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO).

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -

Corpo encontrado no Rio Camboriú é do morador de Balneário Odair José Lessa

O corpo encontrado pelo Corpo de Bombeiros no sábado (27), no Rio Camboriú, nas proximidades do edifício Marina Beach...
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -