- Publicidade -
22 C
Balneário Camboriú

Santos empata com Atlético-GO, acumula 6º tropeço e fica longe da Libertadores

- publicidade -

Leia também

Vacinação contra Influenza inicia nesta terça para idosos 70+

A Secretaria da Saúde inicia a segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus Influenza para idosos,...

Aulas e oficinas na Casa da Mulher e no Centro da Rua Itália retornam na segunda-feira

A partir de segunda-feira (10) iniciam as aulas de alongamento, fortalecimento muscular, pilates, fit dance, inglês, dentre outras oficinas,...

Entrevista com Luciana Andréa de Jesus: “A natureza é sábia e normalmente a planta que você precisa nasce no seu entorno”

Luciana Andréa de Jesus, 51, catarinense de Blumenau, moradora de Balneário Camboriú há quase quatro décadas (1984), onde estudou...

Casal que foi despejado pede ajuda, Resgate Social diz que eles não aceitaram ir para Casa de Passagem

O Página 3 foi procurado por leitores que informaram sobre a situação de um casal que está na rua...

Psicóloga aborda “Maternidade ideal versus possível” em livro sobre Primeira Infância

A maternidade envolve uma série de aprendizados práticos como trocar fraldas, entender a pega correta da amamentação, aplicar técnicas...
- Publicidade -

O Santos ainda não se recuperou da derrota na final da Copa Libertadores. Na noite deste sábado, o time de Cuca sofreu para buscar o empate com o Atlético-GO, por 1 a 1, em Goiânia, e acumulou o sexto jogo seguido sem vitória, o segundo desde a queda na decisão, disputada há uma semana. De quebra, ficou mais longe de obter a vaga na próxima edição da competição sul-americana.

Irregular, o Santos só buscou o empate aos 33 minutos do segundo tempo, em cobrança de pênalti, quando tinha um a mais em campo. A igualdade reduziu os danos, mas manteve a equipe paulista longe dos primeiros colocados da tabela, com 47 pontos, no 10º lugar, pouco à frente do adversário goiano, 12º, com 46.

- Publicidade -

Desfalcado e incomodado com os últimos resultados, Cuca escalou o Santos com quatro atacantes neste sábado. Lucas Braga, Kaio Jorge e Arthur Gomes atuavam mais avançados enquanto Soteldo fazia às vezes de armador, flutuando de uma ponta para a outra, no ataque.

Mas a aposta do treinador não deu resultados no primeiro tempo, marcado por forte chuva. O mau tempo e a excessiva cautela dos dois times tornaram o jogo truncado nos primeiros 25 minutos. Erros de passe e marcação alta, principalmente por parte do Atlético, deram o tom da etapa inicial.

Sem Marinho, machucado, Soteldo passou a ficar sobrecarregado em campo. Acumulava as missões de criar e finalizar, diante das dificuldades dos colegas de ataque. Tentando auxiliar no setor, o lateral Felipe Jonatan foi o responsável por uma das duas únicas finalizações do Santos na etapa, aos 28, quando mandou longe do gol.

Do outro lado, a pressão do Atlético na saída de bola resultou em falta boba de Arthur Gomes sobre Dudu dentro da área. Os santistas reclamaram muito, mas o árbitro confirmou a penalidade duvidosa. Na cobrança, o goleiro Jean bateu forte no centro e abriu o placar, aos 32.

- Publicidade -

Ciente das dificuldades do Santos na etapa inicial, Cuca sacou os inoperantes Kaio Jorge e Arthur Gomes no segundo tempo e reforçou o meio-campo com Ivonei e Jean Mota, que passou a auxiliar Soteldo na armação. Bruno Marques, de 1,94m de altura, virou a referência do ataque, ao lado de Marcos Leonardo, que entrou logo depois.

A partir dos 17 minutos, o Santos ganhou mais espaço em campo. Matheus Vargas acertou forte carrinho em Luan Peres e foi expulso após checagem do VAR. A vantagem numérica, contudo, só fez alguma diferença para os visitantes a partir dos 25, quando o Santos passou a impor pressão.

Aos 31, Marcos Leonardo cabeceou dentro da área e a bola acertou o braço do zagueiro Éder.
Na cobrança do pênalti, o próprio atacante bateu alto e forte no meio, decretando o suado empate no enlameado gramado do estádio Antônio Accioly.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-GO 1 x 1 SANTOS

ATLÉTICO-GO – Jean; Dudu, João Victor, Éder, Nicolas; Willian Maranhão, Marlon Freitas (Oliveira), Matheus Vargas, Wellington Rato (Danilo Gomes); Zé Roberto (Vitor Leque) e Janderson (Chico). Técnico: Marcelo Cabo.

SANTOS – João Paulo; Pará, Laércio, Luan Peres, Felipe Jonatan; Alison (Bruno Marques), Vinícius Balieiro (Marcos Leonardo), Soteldo; Lucas Braga (Ângelo), Kaio Jorge (Ivonei) e Arthur Gomes (Jean Mota). Técnico: Cuca.

GOLS – Jean (pênalti), aos 32 minutos do primeiro tempo. Marcos Leonardo (pênalti), aos 33 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Alison, João Victor, Felipe Jonatan.

CARTÃO VERMELHO – Matheus Vargas.

ÁRBITRO – Marcelo de Lima Henrique (RJ).

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO).

- Publicidade -

Jornal Página 3 nas redes

39,714FãsCurtir
18,100SeguidoresSeguir
6,594SeguidoresSeguir
11,600InscritosInscrever
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Aulas e oficinas na Casa da Mulher e no Centro da Rua Itália retornam na segunda-feira

A partir de segunda-feira (10) iniciam as aulas de alongamento, fortalecimento muscular, pilates, fit dance, inglês, dentre outras oficinas, na Casa da Mulher, que...

Entrevista com Luciana Andréa de Jesus: “A natureza é sábia e normalmente a planta que você precisa nasce no seu entorno”

Luciana Andréa de Jesus, 51, catarinense de Blumenau, moradora de Balneário Camboriú há quase quatro décadas (1984), onde estudou Administração e Contábeis, mas não...

Casal que foi despejado pede ajuda, Resgate Social diz que eles não aceitaram ir para Casa de Passagem

O Página 3 foi procurado por leitores que informaram sobre a situação de um casal que está na rua após serem despejados da casa...
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
×

Olá, leitor

Sugestões de pautas, informações em geral.

×