- Publicidade -
20 C
Balneário Camboriú

Defensa y Justicia vence final argentina contra Lanús e conquista a Sul-Americana

Leia também

Flamengo perde do São Paulo, mas é bicampeão brasileiro com tropeço do Inter

Uma derrota indolor confirmou ao Flamengo o segundo título brasileiro consecutivo nesta quinta-feira. O time não fez sua parte...

Vasco vence rebaixado Goiás, mas tem confirmada 4ª queda para a Série B

Na despedida de Vanderlei Luxemburgo, o Vasco teve decretado o seu quarto rebaixamento na história do Brasileirão, na noite...

Fluminense confirma força, bate Fortaleza, mas fecha o Brasileirão em quinto

O Fluminense fez o seu papel no Maracanã e ganhou do Fortaleza, por 2 a 0. Apesar do resultado...

O modesto Defensa y Justicia, clube da província de Florencio Varela, localizada nos arredores de Buenos Aires, conquistou neste sábado o maior título de sua história de 85 anos. Em uma final totalmente argentina no estádio Mario Alberto Kempes, em Córdoba, na Argentina, o time derrotou o Lanús por 3 a 0 e sagrou campeão da edição de 2020 da Copa Sul-Americana.

O lateral-direito Adonis Frías, o atacante Braian Romero (ex-Athletico-PR) e Washington Camacho marcaram os gols do título do Defensa y Justicia, na decisão que teve 2.500 torcedores credenciados. Com o gol na final, Romero fechou a competição com 10 anotados em nove jogos.

- Publicidade -

O Lanús teve dificuldades durante toda a partida para superar a forte marcação do Defensa y Justicia, com a equipe não acertando nenhum chute na meta do goleiro Unsain no jogo.

O título também coroa o início da carreira de Hernán Crespo como treinador. Em seu primeiro trabalho como técnico, o ex-atacante da seleção da Argentina conseguiu a vaga na Copa Sul-Americana ao terminar na terceira posição em seu grupo na Copa Libertadores – que teve Santos, Delfin (Equador) e Olímpia (Paraguai) – e avançar quatro fases até o título.

Na Copa Sul-Americana, o Defensa y Justicia eliminou Sportivo Luqueño (do Paraguai, na segunda fase), Vasco (oitavas de final), Bahia (quartas de final) e Coquimbo Unido (do Chile, nas semifinais) antes de bater o Lanús na final.

A conquista também vale para a equipe argentina a vaga direta na próxima edição da Libertadores e o direito de participar da decisão da Recopa Sul-Americana contra o vencedor da principal competições de clubes do continente, que está entre os brasileiros Palmeiras e Santos.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -

Santa Catarina fechará as atividades não essenciais no final de semana

Pressionado pelo caos, o governador fez o que prefeitos, acovardados e irresponsáveis, se recusaram a fazer. Veja a lista do que pode funcionar.
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -