- Publicidade -
17.9 C
Balneário Camboriú

‘Deixem de ser burros’, diz Paes, sobre aglomeração e festa clandestina no Rio

- publicidade -

Leia também

Vacinação contra Influenza inicia nesta terça para idosos 70+

A Secretaria da Saúde inicia a segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus Influenza para idosos,...

Aulas e oficinas na Casa da Mulher e no Centro da Rua Itália retornam na segunda-feira

A partir de segunda-feira (10) iniciam as aulas de alongamento, fortalecimento muscular, pilates, fit dance, inglês, dentre outras oficinas,...

Entrevista com Luciana Andréa de Jesus: “A natureza é sábia e normalmente a planta que você precisa nasce no seu entorno”

Luciana Andréa de Jesus, 51, catarinense de Blumenau, moradora de Balneário Camboriú há quase quatro décadas (1984), onde estudou...

Casal que foi despejado pede ajuda, Resgate Social diz que eles não aceitaram ir para Casa de Passagem

O Página 3 foi procurado por leitores que informaram sobre a situação de um casal que está na rua...

Psicóloga aborda “Maternidade ideal versus possível” em livro sobre Primeira Infância

A maternidade envolve uma série de aprendizados práticos como trocar fraldas, entender a pega correta da amamentação, aplicar técnicas...
- Publicidade -

A Prefeitura do Rio classificou todas as 33 regiões administrativas da cidade como de risco alto para a transmissão do coronavírus. Isso representa pela segunda semana seguida uma piora no cenário da covid-19 da cidade. E, em meio ao aumento dos índices de transmissão da doença, o prefeito Eduardo Paes (DEM) voltou a alertar para a possibilidade de novas medidas restritivas na cidade caso as aglomerações em bares, estabelecimentos comerciais e locais públicos não terminem.

“Quero mais uma vez deixar este recado claro. Este verão não é igual aquele que passou. Aqueles que acham que vão ficar na festa, fazendo aglomeração, deixem de ser burros porque vocês estão matando pessoas. Não é admissível que a gente continue neste ritmo”, afirmou o prefeito durante divulgação do 3º Boletim Epidemiológico. “Ninguém está proibido de sair de casa, de frequentar os espaços públicos, comércio, restaurantes e bares, mas tem que respeitar as regras. Sair disso é falta de consciência, de compaixão, de empatia.”

- Publicidade -

Na semana passada, cinco regiões da capital fluminense ainda constavam como sendo de risco moderado para a transmissão do coronavírus, situação que se agravou em sete dias. Agora, toda a cidade está com o nível de alerta alto.

Segundo Paes, se as regras de distanciamento não forem respeitadas, as medidas previstas em resolução conjunta assinada pelos secretários municipal e estadual de Saúde serão aplicadas. Elas incluem a limitação da capacidade de lotação de estabelecimentos, a alteração nos horários de funcionamento e a ampliação das regras de distanciamento em locais fechados.

Vacinação

A Prefeitura do Rio informou que, até a manhã desta sexta-feira, 42.563 pessoas já haviam sido vacinadas na cidade. Ao mesmo tempo, segundo o secretário de Saúde Daniel Soranz, a rede hospitalar registrou redução no total de internados com covid-19.

- Publicidade -

“A gente tem uma redução de 10% de pessoas internadas na cidade e tem ainda a abertura de 50 novos leitos, o que vai contribuir para reduzir a taxa de ocupação. Menos pessoas internadas e mais leitos, a gente vai ter uma taxa de ocupação menor. Agora, não é porque tem a menor fila de espera no momento que as pessoas podem abusar e se expor desnecessariamente”, destacou Soranz.

- Publicidade -

Jornal Página 3 nas redes

39,712FãsCurtir
18,100SeguidoresSeguir
6,594SeguidoresSeguir
11,600InscritosInscrever
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Aulas e oficinas na Casa da Mulher e no Centro da Rua Itália retornam na segunda-feira

A partir de segunda-feira (10) iniciam as aulas de alongamento, fortalecimento muscular, pilates, fit dance, inglês, dentre outras oficinas, na Casa da Mulher, que...

Entrevista com Luciana Andréa de Jesus: “A natureza é sábia e normalmente a planta que você precisa nasce no seu entorno”

Luciana Andréa de Jesus, 51, catarinense de Blumenau, moradora de Balneário Camboriú há quase quatro décadas (1984), onde estudou Administração e Contábeis, mas não...

Casal que foi despejado pede ajuda, Resgate Social diz que eles não aceitaram ir para Casa de Passagem

O Página 3 foi procurado por leitores que informaram sobre a situação de um casal que está na rua após serem despejados da casa...
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
×

Olá, leitor

Sugestões de pautas, informações em geral.

×