- Publicidade -
22 C
Balneário Camboriú

Mourão diz que modelo democrático dos EUA é ‘farol para mundo ocidental’

Leia também

Conselhos e entidades de controle dizem não ao fim do piso da educação e saúde

O Conselho Nacional de Presidentes dos Tribunais de Contas do Brasil (CNPTC) e outras sete entidades nacionais de controle...

Guarda Ambiental resgata Periquito caído na rua, em Balneário Camboriú

Um periquito da espécie ring neck, também conhecido como periquito-de colar, foi resgatado pela Guarda Ambiental na terça-feira (23)....

Petrobras solta esclarecimento sobre política de remuneração da diretoria

A Petrobras divulgou comunicado rebatendo críticas do presidente Jair Bolsonaro de que o salário do presidente da empresa, Roberto...

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou nesta quarta-feira, 20, que a relação do Brasil com os Estados Unidos vai prosseguir independente da mudança no comando do Executivo norte-americano. Segundo ele, os EUA são importante parceiro comercial e o “modelo democrático americano é um farol para o mundo ocidental”.

“A relação Brasil e Estados Unidos é uma relação que vem desde o período da nossa independência, é uma relação de Estado para Estado e dessa maneira ela vai continuar”, disse na chegada à vice-presidente nesta quarta-feira ao comentar a posse do novo presidente dos Estados Unidos, o democrata Joe Biden.

- Publicidade -

“É um parceiro comercial importante, um parceiro tecnológico importante, e sempre colocando que o modelo democrático americano é um farol para o mundo ocidental. Dessa forma, ela (relação) vai prosseguir”, acrescentou Mourão.

A eleição de Biden expôs divergências entre o presidente da República, Jair Bolsonaro, e seu vice. Enquanto o chefe do Executivo insistia na tese de fraude das eleições norte-americanas, na mesma linha de Donald Trump, o vice-presidente adiantou que o governo reconheceria a vitória de Biden “no momento certo”.

A fala não agradou Bolsonaro, que expôs o distanciamento com Mourão ao dizer que não havia falado com ele sobre as eleições americanas.

Mourão também antecipou o reconhecimento do novo presidente americano ao dizer, em 4 de dezembro, que a vitória de Biden já tinha sido aceita “tacitamente” pelo governo. Da parte de Bolsonaro, a nota oficial de reconhecimento veio dias depois, em 15 de dezembro, 38 dias depois de Biden vencer as eleições para a Casa Branca.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -

GAECO, PRF e forças de segurança deflagram megaoperação contra facção criminosa

O  Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) e as forças de segurança de seis estados...
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -