- Publicidade -
19 C
Balneário Camboriú

O que acontece quando o ganhador não busca o prêmio da Mega Sena

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -


Ganhar uma bolada na Mega Sena é um sonho comum a muitos brasileiros. Os prêmios podem garantir uma série de coisas que, para muitas pessoas, é quase irrealizável: uma casa dos sonhos, um carro de luxo, uma viagem pela Europa ou mesmo uma educação de qualidade.

Por mais incrível que pareça, há quem tenha ficado milionário com a Mega Sena da Virada, mas simplesmente não apareceu para buscar o prêmio. Um dos vencedores da Mega Sena da Virada, cujo prêmio é de R$ 162,6 milhões, vai ficar sem a quantia por ter perdido o prazo para retirar o prêmio na Caixa Econômica Federal. É isso mesmo, o vencedor ou vencedora perdeu mais de R$ 160 milhões de reais. Para quem está sonhando com essa grana, é importante saber que só ganha quem joga, e o site GrandesLoterias pode te ajudar nessa missão.

- Publicidade -

O prêmio foi sorteado na Mega Sena da Virada, no fim de 2020. No total, a Caixa ofereceu R$ 325 milhões. Duas apostas acertaram as seis dezenas. Um dos vencedores é de Aracaju e já retirou a quantia. O outro, no entanto, perdeu o prazo e, agora, mesmo que tente retirar a bolada, não vai conseguir.

Segundo a Caixa Econômica, após 90 dias, encerrados no dia 31 de março, o valor de mais de R$ 160 milhões foi doado integralmente para o FIES (Fundo de Financiamento do Ensino Superior), programa federal de financiamento para estudantes cursarem o ensino superior em universidades privadas.

O Procon de São Paulo tentou fazer com que a Caixa identificasse o vencedor a partir do CPF utilizado para realizar a aposta online. “A aposta efetuada através de meio eletrônico demanda a realização de cadastro e a indicação de cartão de crédito como meio de pagamento”, diz a nota divulgada pelo órgão de defesa do consumidor.

O Banco disse que não poderia encontrar o vencedor, já que os dados da aposta não ficam registrados em nenhum servidor da instituição financeira. “O cadastro feito no sistema de vendas online não é gravado nas apostas efetuadas, que são independentes e invioláveis, para proteção do próprio apostador”, informou o banco.

- Publicidade -

Mas se engana quem acha que esquecer um prêmio conquistado em uma das loterias da Caixa Econômica Federal é algo incomum. Seja na aposta física ou na  loteria mega sena online, vencedores e vencedoras têm deixado de resgatar quantias significativas, seja porque esquecem ou porque não se dão conta de que os números escolhidos foram sorteados.

Pode parecer improvável que alguém ganhe na loteria e não retire o prêmio, mas o apostador da capital paulista, embora seja o titular do maior prêmio já esquecido na história das loterias da Caixa, não está sozinho. Só em 2020, R$ 311,9 milhões em prêmios deixaram de ser resgatados, segundo dados do banco.

De acordo com a Caixa Econômica, o valor esquecido de prêmios da Mega-Sena, Lotofácil, Quina, Lotomania, Timemania, Dupla Sena, Loteca, Lotogol e Federal no ano passado foi o menor dos últimos 5 anos em termos nominais, Ainda assim, a bolada deixada ao relento no período soma incríveis R$ 1,62 bilhão.

“Em 2020 foram repassados ao FIES R$ 311,9 milhões, considerando todas as modalidades e faixas de premiação cujo prêmio não foi reclamado no prazo legal. Na maioria das vezes, esse montante decorre da soma de prêmios de pequeno valor”, informou a Caixa em nota ao site G1.

Ainda segundo a instituição financeira, as loterias alimentam o sonho dos brasileiros e fomentam o desenvolvimento social no Brasil. O montante total de recursos repassados pelas Loterias aos beneficiários legais (saúde, educação, segurança, esporte, etc) somou R$ 8,05 bilhões e foi o maior da história, 1,6% acima do repassado em 2019.

- Publicidade -

Jornal Página 3 nas redes

39,734FãsCurtir
18,100SeguidoresSeguir
6,582SeguidoresSeguir
11,600InscritosInscrever
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
×

Olá, leitor

Sugestões de pautas, informações em geral.

×