- Publicidade -
17 C
Balneário Camboriú

São Paulo empata com o Coritiba e perde chance de voltar à liderança

- publicidade -

Leia também

Vacinação contra Influenza inicia nesta terça para idosos 70+

A Secretaria da Saúde inicia a segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus Influenza para idosos,...

Aulas e oficinas na Casa da Mulher e no Centro da Rua Itália retornam na segunda-feira

A partir de segunda-feira (10) iniciam as aulas de alongamento, fortalecimento muscular, pilates, fit dance, inglês, dentre outras oficinas,...

Entrevista com Luciana Andréa de Jesus: “A natureza é sábia e normalmente a planta que você precisa nasce no seu entorno”

Luciana Andréa de Jesus, 51, catarinense de Blumenau, moradora de Balneário Camboriú há quase quatro décadas (1984), onde estudou...

Casal que foi despejado pede ajuda, Resgate Social diz que eles não aceitaram ir para Casa de Passagem

O Página 3 foi procurado por leitores que informaram sobre a situação de um casal que está na rua...

Psicóloga aborda “Maternidade ideal versus possível” em livro sobre Primeira Infância

A maternidade envolve uma série de aprendizados práticos como trocar fraldas, entender a pega correta da amamentação, aplicar técnicas...
- Publicidade -

Recebido com pedradas no trajeto até o estádio Morumbi, o São Paulo enfrentou o Coritiba neste sábado pelo Campeonato Brasileiro, em partida pela 32.ª rodada. O episódio lamentável em nada contribuiu para o desempenho do time comandado pelo técnico Fernando Diniz. Pelo contrário, o São Paulo que entrou em campo hoje parecia não querer estar ali e ficou no empate por 1 a 1 e perdeu a chance de voltar à liderança.

Apesar da má fase do time, que até a rodada passada liderava o Brasileirão, é difícil culpar, neste sábado, os atletas pela atuação desfocada e com pouca expressão que apresentaram perante um dos últimos colocados. Se a equipe de Fernando Diniz já enfrentava cobranças e entrou em campo muito pressionado, a aparente falta de envolvimento com o jogo por parte do elenco pode ser também explicada pela agressão sofrida horas antes. O empate reflete o espírito da partida, na qual se equipararam os dois adversários tecnicamente muito diversos e posicionados em situações contrárias na tabela de classificação.

- Publicidade -

O resultado deixa o São Paulo ainda na vice-liderança, com 58 pontos, e perdendo a chance de, ainda que provisoriamente, desbancar o Internacional. O Coritiba permanece na zona de rebaixamento, na 18.ª posição, com 27.

O JOGO – A partida foi iniciada com um São Paulo ofensivo, mas impreciso, errando muito e criando pouco. O fato de dominar a posse de bola não se convertia em chances para o gol finalmente sair. A equipe parecia jogar como se não dependesse desse resultado para retomar a posição, como se estivesse garantido e isso abria oportunidades para o contra-ataque do Coritiba aparecer.

O primeiro lance de algum perigo veio aos 12 minutos com cabeceio de Brenner, que foi para fora. Esquentando o jogo após o lance, uma bela jogada pela esquerda começou com tabela de Reinaldo e Igor Gomes, que acabou com Juanfran finalizando direto para a defesa de Wilson. Aos 15, o Coritiba aproveitou espaço e, avançando pela lateral, Natanael cruzou direto para o cabeceio de Matheus Galdezani, acertando a direita da trave.

Os gritos de Fernando Diniz ecoavam em um Morumbi sem torcida, pedindo mais velocidade dos jogadores. Atendendo aos pedidos, o São Paulo aumentava a pressão. Em lance na área do adversário aos 19 minutos, Luciano caiu, levou as mãos à nuca por algum tempo e ficou pedindo pênalti. O árbitro não entendeu que havia falta e deu cartão amarelo para o atacante por reclamação. Em poucos minutos, já recuperado, o atleta ofereceu perigo ao goleiro do Coritiba cabeceando para o gol, mas a bola pegou no ombro e foi para fora.

- Publicidade -

O lance de maior perigo do primeiro tempo veio aos 37 minutos, quando o São Paulo teve sua grande chance de abrir o placar. Daniel Alves mandou belo passe direto ao pé de Luciano, que chutou e Wilson defendeu. Embalado após a jogada perigosa, Dani Alves seguiu sozinho, com domínio e fez a finalização, cobrando uma belíssima defesa de Wilson.

Na segunda etapa, o time paulista voltou mais estruturado, tecnicamente melhor e errando menos, mas ainda faltava a confiança, a palavra de ordem que o técnico bradava. O primeiro lance de perigo, porém, foi de Nathan, que recebendo passe de Galdezani, deu trabalho ao goleiro Tiago Volpi logo no primeiro minuto. A reação do São Paulo veio com boa bola de Daniel Alves junto a Reinaldo, que estava endereçada a Luciano até ser afastada para escanteio.

O contra-ataque do Coritiba estava a todo vapor, enquanto que o ataque do São Paulo parecia não se achar. Aos 13 minutos, porém, com bola parada cobrada por Reinaldo, Daniel Alves tabelou com Igor Gomes até chegar a Pablo, que dominou e faz chegar até Luciano. O atacante não desperdiçou e mandou direto para dentro, fazendo um bonito gol. Dani Alves ofereceu perigo novamente aos 23, mas se desequilibrou e não conseguiu seguir a jogada que poderia abrir a vantagem.

A vez do Coritiba parecia chegar conforme o tempo transcorria. Aos 33 minutos, Sarrafiore fez a sua primeira tentativa, trazendo a finalização que Tiago Volpi defendeu sem esforço. Aos 36, porém, mostrou a que veio e, batendo de primeira, mandou a bola da entrada da área direto ao gol. O resto do tempo de jogo seguiu sem maiores chances para ambos os lados, terminando em empate.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 1 x 1 CORITIBA

SÃO PAULO – Tiago Volpi; Juanfran (Toró), Arboleda, Bruno Alves (Vitor Bueno) e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Tchê Tchê e Igor Gomes (Igor Vinícius); Luciano e Brenner (Pablo). Técnico: Fernando Diniz.

CORITIBA – Wilson; Natanael, Nathan Ribeiro, Henrique Vermudt e Jonathan; Nathan Silva (Pablo Thomaz), Hugo Moura, Matheus Galdezani (Matheus Bueno), Luiz Henrique (Sarrafiore) e Rafinha (Neilton); Nathan (Ricardo Oliveira). Técnico: Gustavo Morínigo.

GOLS – Luciano, aos 13, e Sarrafiore, aos 36 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Luciano (São Paulo); Nathan Silva e Matheus Galdezani (Coritiba).

ÁRBITRO – Rodrigo Dalonso Ferreira (SC).

RENDA E PÚBLICO – Jogo com portões fechados.

LOCAL – Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).R

- Publicidade -

Jornal Página 3 nas redes

39,712FãsCurtir
18,100SeguidoresSeguir
6,594SeguidoresSeguir
11,600InscritosInscrever
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Aulas e oficinas na Casa da Mulher e no Centro da Rua Itália retornam na segunda-feira

A partir de segunda-feira (10) iniciam as aulas de alongamento, fortalecimento muscular, pilates, fit dance, inglês, dentre outras oficinas, na Casa da Mulher, que...

Entrevista com Luciana Andréa de Jesus: “A natureza é sábia e normalmente a planta que você precisa nasce no seu entorno”

Luciana Andréa de Jesus, 51, catarinense de Blumenau, moradora de Balneário Camboriú há quase quatro décadas (1984), onde estudou Administração e Contábeis, mas não...

Casal que foi despejado pede ajuda, Resgate Social diz que eles não aceitaram ir para Casa de Passagem

O Página 3 foi procurado por leitores que informaram sobre a situação de um casal que está na rua após serem despejados da casa...
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
×

Olá, leitor

Sugestões de pautas, informações em geral.

×