- Publicidade -
25 C
Balneário Camboriú

Câmara aprova proibição da venda e uso de cerol em Balneário Camboriú

Leia também

‘Há uma grande operação abafa em curso’, diz economista sobre corrupção no País

PEC da Blindagem, derrubada da quebra do sigilo fiscal e bancário do senador Flávio Bolsonaro na Quinta Turma do...

Lockdown: confira o que abre e não abre em Balneário Camboriú neste final de semana

Por conta do lockdown decretado pelo Governo do Estado, apenas serviços essenciais, como farmácias e supermercados, poderão abrir neste...

Governo do Estado responde ao MP que não suspenderá atividades por 14 dias

(Assessoria Estado) - O Governo do Estado protocolou junto ao Ministério Público de Santa Catarina na manhã deste sábado,...

A Câmara aprovou o Projeto de Lei Substitutivo 149/2017 na sessão desta quarta-feira (04), que proíbe a venda, o armazenamento e o uso de cerol ou de qualquer outro tipo de material cortante nas linhas de pipas, papagaios, pandorgas e de artefatos lúdicos semelhantes, para recreação ou com finalidade publicitária, em áreas públicas e comuns no município.

A proposição determina que a inobservância ao disposto sujeitará o infrator ou seu responsável legal ao pagamento de multa mínima no valor de duas UFM – Unidade Fiscal Municipal de Balneário Camboriú (o equivalente hoje a R$ 628,16) por conjunto de material apreendido, até o limite máximo de 10 UFM (o equivalente hoje a R$ 3.140,80), e que esta multa deverá ser fixada e escalonada em regulamento.

- Publicidade -

O projeto foi aprovado com 15 votos favoráveis, um contrário e duas ausências, e segue em tramitação no Legislativo para deliberação da redação final, visto que foi também aprovada uma emenda ao texto, com 16 votos favoráveis, um contrário e uma ausência.

Na mesma sessão foi apresentado em 1ª discussão, o projeto 122/2020, que institui o “Mês Temático” no município, compreendido como “a seleção e definição de um tema ilustrativo, no qual se desenvolverá uma campanha publicitária, a fim de criar eventos que alavanquem o turismo e o lazer”.

Aprovados dois projetos, 119/2020 e 120/2020, que autorizam o Executivo a indenizar áreas de terra que especifica, destinada à execução das obras para a construção de um novo trajeto, interligando a 6ª Avenida com a Alameda Delfim de Pádua Peixoto Filho, como também a construção de uma praça pública, junto à extensão deste perímetro.

O primeiro em favor de Márcia Martins e o segundo em favor de Jean dos Santos e Dauvana Patrícia da Silva.

- Publicidade -

Ambos aprovados por unanimidade dos vereadores presentes e agora seguem para sanção do prefeito.

Fonte: Departamento de Comunicação Social e TV/CVBC
- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -

PM dispersa banhistas em praias de Florianópolis em fim de semana de lockdown

A Polícia Militar de Santa Catarina dispersou banhistas que se aglomeravam em praias no norte da ilha, em Florianópolis,...
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -