- Publicidade -
20.3 C
Balneário Camboriú

Vereadora Juliana Pavan apresenta nesta terça projeto que cria selo Empresa Amiga da Juventude

Leia também

BC Investimentos finaliza sondagem de investidores no Morro do Careca, Passarela da Barra e Mercado Público

A presidente da BC Investimentos, Maria Pissaia disse que nesta sexta-feira (10) encerra as entrevistas com as empresas interessadas...

19 milhões de brasileiros passaram fome em 2020: em Balneário, campanhas seguem, mas precisam de apoio

Por que não transformar locais de vacinação em postos de arrecadação de alimentos?

Homem é preso com arma e R$ 25 mil em dinheiro em Balneário Camboriú

Um homem de 36 anos foi preso, na quinta-feira (8), com uma pistola e R$ 25 mil em dinheiro,...

Ladrões com motocicleta assaltam dono de Ferrari à luz do dia em Balneário Camboriú

Dois motociclistas assaltaram um homem que dirigia uma Ferrari, por volta do meio-dia, na Rua 2.100, centro de Balneário...

Inclusão Social faz mutirão ‘Não dê esmola, dê oportunidades’ em lojas e condomínios de Balneário Camboriú

A prefeitura, através da Secretaria da Inclusão Social começou há 10 dias um mutirão no comércio, prédios e condomínios...
- Publicidade -

A vereadora Juliana Pavan apresentará, na sessão desta terça-feira (6), o projeto que cria o selo Empresa Amiga da Juventude. 

O objetivo será fomentar que a iniciativa privada aumente as oportunidades de primeiro emprego e inserção do jovem no mercado de trabalho [focando principalmente nos matriculados na rede pública de Balneário Camboriú]. 

- Publicidade -

O selo, se aprovado, terá que ser ‘reconquistado’ a cada dois anos.

Segundo Juliana, para receberem a certificação, as empresas precisam cumprir os critérios previstos na nova norma, como: prevenir e erradicar o trabalho infantil; garantir o acesso e a permanência à educação aos filhos dos funcionários da empresa certificada; investir em ações que melhorem a qualidade de vida dos jovens e suas famílias; e proporcionar aos jovens acesso a estágios ou ao primeiro emprego.

Ela defende que, se o projeto for aprovado, será necessário uma ‘atuação colaborativa’ entre Câmara de Vereadores e Poder Executivo para que ele realmente se torne realidade [o que nem sempre acontece na cidade, a exemplo da Lei de Naming Rights, que também tende a beneficiar a economia local – relembre aqui]. 

“A própria criação e implantação do selo já poderá iniciar de forma inovadora, envolvendo o Poder Legislativo, a Secretaria de Educação, o departamento de assistência à juventude e o próprio Conselho Municipal da Juventude, que poderão realizar concurso artístico junto a rede municipal de ensino para definição da logomarca oficial da honraria”, aponta Juliana.

- Publicidade -

Ela lembra ainda que a matéria vem ao encontro do que dispõe o Plano Municipal da Juventude de Balneário Camboriú, que prevê dentre os seus objetivos fundamentais o de incorporar integralmente a juventude balneocamboriuense ao desenvolvimento da cidade, por meio de políticas que priorizem o aspecto humano, social, cultural, educacional, econômico, desportivo, religioso e familiar. 

Instituído em 2020, o Plano precisa efetivamente sair do papel, com projetos concretos que reconheçam quem comprovadamente fomenta o acesso dos jovens ao seu primeiro emprego formal. 

“Um dos meus compromissos de campanha era o de cobrar políticas públicas para inserção dos jovens no mercado de trabalho. Este projeto vem neste sentido, como medida legislativa que mais uma vez demonstra o interesse genuíno de nosso mandato em contribuir com ações propositivas e viáveis”, destaca a vereadora. Ela defende a necessidade de que a energia do segmento político e empresarial da cidade seja concentrada neste momento na construção de alternativas que possam superar os efeitos econômicos negativos da pandemia.

A certificação ocorrerá de dois em dois anos, sempre no mês de agosto, em alusão ao aniversário da Lei nº 4.439, de 14 de agosto de 2020, que instituiu o Plano Municipal da Juventude de Balneário Camboriú. 

“Como benefício fruto do Selo Empresa Amiga da Juventude, a empresa poderá utilizar livremente pelo período de dois anos o selo de destaque em embalagens, anúncios publicitários, merchandising ou peças de publicidade. Precisamos valorizar e reconhecer quem faz a diferença em nossa Cidade”, finaliza a vereadora.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -