- Publicidade -
19 C
Balneário Camboriú

Alemanha retoma controle fronteiriço; EUA têm queda nas hospitalizações

Leia também

Livro com registro inédito sobre a produção teatral em Itajaí será lançado nesta quinta

A história do teatro em Itajaí começou em 1897, no entanto, foi nas décadas de 1970 e 1980 que...

Foragido do RS é preso com arma e drogas em Balneário

Um homem de 34 anos, que estava foragido do RS por furto a caixa eletrônico, foi preso em Balneário...

Vereadores de Balneário Camboriú votarão hoje “calote” no fundo de saúde dos servidores municipais

A Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú votará nesta quarta-feira, 14, projeto do prefeito Fabrício Oliveira que pretende dar...

Minimercado do centro foi arrombado e furtado nessa madrugada

Um minimercado, localizado na Rua 2.000, foi arrombado e furtado na madrugada desta quarta-feira (14), em Balneário Camboriú. O...

Praça da Cultura receberá primeira empena de arte urbana da área central de Balneário Camboriú

A obra do artista Eduardo Vaso, em andamento na Praça da Cultura, ainda não está pronta, mas já vem...
- Publicidade -

O governo da Alemanha anunciou nesta quinta-feira, 11, que irá restabelecer temporariamente os controles em suas fronteiras com a República Tcheca e partes da Áustria, pelo alto número de casos de variantes do coronavírus registrados nessas áreas, de acordo com publicação da Associated Press. As medidas devem entrar em vigor no próximo domingo, 14.

Os viajantes vindos dessas localidades devem apresentar um teste negativo para covid-19 antes de entrar da Alemanha, o que deve ser um obstáculo para trabalhadores fronteiriços.

- Publicidade -

O governador da Bavária, Markus Soeder, disse que as regiões do estado com as maiores taxas de infecção por coronavírus estão localizadas na fronteira com a República Tcheca. Soeder elogiou as medidas impostas pelo país vizinho para conter a disseminação de variantes do vírus, mas criticou as autoridades da região de Tirol, na Áustria, afirmando que elas parecem não levar o problema a sério.

A chanceler alemã, Angela Merkel, determinou ontem, 10, o prolongamento do lockdown em todo país até 7 de março. A Alemanha acumula mais de 2,3 milhões de casos confirmados de covid-19, além de mais de 63 mil mortes relacionadas à doença, segundo levantamento da universidade americana Johns Hopkins.

Nas Américas, os Estados Unidos registraram o menor nível de hospitalizações pela covid-19 desde novembro, com o número diário de novas infecções abaixo dos 100 mil, de acordo com publicação do Wall Street Journal.

A ocupação de leitos de terapia intensiva também caiu, com cerca de 15 mil pacientes internados, número mais baixo desde 19 de novembro.

- Publicidade -

Dados da Johns Hopkins indicam que os EUA são o país mais afetado pelo coronavírus no mundo, com mais de 27 milhões de infecções e cerca de 472 mil mortes em decorrência da doença.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -