- Publicidade -
26 C
Balneário Camboriú

Caso de homofobia e ameaça de agressão física no Réveillon, em Balneário Camboriú

Leia também

PGR pede para STJ manter condenação que pode tirar mandato de Lira

Por Breno Pires A Procuradoria-Geral da República (PGR) enviou parecer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), no mês passado, defendendo...

Mãe e filho foram presos em Balneário Camboriú após comprarem carro furtado pela internet

Uma mulher, R.G.F., 45 anos, e seu filho, E.C.F.D., 25 anos, foram presos na madrugada desta terça-feira (2), após...

Homem é preso após invadir a casa da ex-mulher e ameaçá-la com arma de fogo falsa

Um homem de 32 anos foi preso, na manhã de domingo (28), após invadir a casa da ex-mulher, que...

Ajude a identificar o agressor

Um turista de Curitiba procurou o Página 3 para denunciar um caso de homofobia ocorrido na madrugada desta sexta-feira (1º), no centro de Balneário Camboriú. Ele pede que a população o ajude a localizar o agressor para poder registrar o caso na polícia.

- Publicidade -

O turista contou que estava na Rua 1.200, nas proximidades da Avenida Atlântica, de mãos dadas com o seu namorado, quando um homem comentou ‘ai se eu dou uma garrafada na cabeça’. “Estávamos em quatro pessoas, eu, meu namorado e duas meninas, nossas amigas. Na hora meu companheiro comentou ‘o que você disse?’, ele repetiu a frase e eles [o primeiro homem e um amigo] vieram para cima da gente com duas garrafas, ameaçando”, disse.

As vítimas conseguiram filmar parte da ação, e por sorte um grupo de rapazes os auxiliou. “Se eles não tivessem aparecido, com certeza eles iam quebrar a garrafa na nossa cabeça. Eu vi que a situação ali iria ser muito trágica. Eles ficaram ofendidos com o nosso questionamento e vieram dar uma de ‘machão’. Eles empurraram uma amiga minha, me chutaram, nos ameaçaram”, relembra.

Os dois agressores fugiram correndo e por isso o turista pede agora o apoio da comunidade para tentar identificá-los. No vídeo, um dos homens – o que citou a garrafada – diz ‘aqui é Monte Alegre’, dando a entender possivelmente que mora no bairro de Camboriú. Se você conhece os homens que aparecem no vídeo, denuncie para a Polícia Militar via 190 ou para o Página 3 pelo fone 47 99209 3819.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -

PGR pede para STJ manter condenação que pode tirar mandato de Lira

Por Breno Pires A Procuradoria-Geral da República (PGR) enviou parecer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), no mês passado, defendendo...
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -