- Publicidade -
19 C
Balneário Camboriú

Em Balneário: para ‘conter’ cão agressivo, comunidade o esfaqueou

- publicidade -

Leia também

Advogado deixa a defesa de Dr. Jairinho e Monique Medeiros

O advogado André França Barreto, que defendia o médico e vereador Jairo Souza Santos, o doutor Jairinho, e a...

PF encaminha ao STF notícia-crime contra o ministro Ricardo Salles

A Polícia Federal encaminhou ao Supremo Tribunal Federal notícia-crime contra o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles por obstrução...

Foragido do RS é preso com arma e drogas em Balneário

Um homem de 34 anos, que estava foragido do RS por furto a caixa eletrônico, foi preso em Balneário...

Minimercado do centro foi arrombado e furtado nessa madrugada

Um minimercado, localizado na Rua 2.000, foi arrombado e furtado na madrugada desta quarta-feira (14), em Balneário Camboriú. O...

Dupla é presa por tráfico de drogas em Balneário Camboriú

Dois homens foram presos, na noite de segunda-feira (12), por tráfico de drogas. Eles tinham um ‘esquema’ de atuação...

Um cachorro da raça pit bull foi esfaqueado no Bairro da Barra em Balneário Camboriú, na quinta-feira (4), foi encaminhado ao veterinário e passa bem.

Segundo a Guarda Municipal, o pit bull teria fugido da casa onde vive e teria atacado uma pessoa, mas sem feri-la. Assim, alguém – os guardas não conseguiram identificar quem foi o responsável – resolveu dar uma facada no cão, com o objetivo de contê-lo. Ele não teria sofrido ferimentos graves.

- Continue lendo após a publicidade -

O proprietário do animal foi orientado que o tratamento é de responsabilidade dele, mas o mesmo solicitou apoio para encaminhar o cão ao veterinário. Diante da situação, os guardas levaram o animal para receber os devidos tratamentos, com o tutor arcando com as despesas. 

Vale lembrar que maus tratos aos animais é crime. O caso foi registrado pela Polícia Militar.

Um cachorro da raça pit bull foi esfaqueado no Bairro da Barra, na quinta-feira (4), foi encaminhado ao veterinário e passa bem.

- Continue lendo após a publicidade -

Segundo a Guarda Municipal, o pit bull teria fugido da casa onde vive e teria atacado uma pessoa, mas sem feri-la. Assim, alguém – os guardas não conseguiram identificar quem foi o responsável – resolveu dar uma facada no cão, com o objetivo de contê-lo. Ele não teria sofrido ferimentos graves.

O proprietário do animal foi orientado que o tratamento é de responsabilidade dele, mas o mesmo solicitou apoio para encaminhar o cão ao veterinário. Diante da situação, os guardas levaram o animal para receber os devidos tratamentos, com o tutor arcando com as despesas. 

Vale lembrar que maus tratos aos animais é crime. O caso foi registrado pela Polícia Militar.

- Publicidade -
- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -