- Publicidade -
21 C
Balneário Camboriú

Doria recebe Maia em SP e o convida para entrar no PSDB

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

O governador João Doria (PSDB) convidou formalmente o ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para entrar no PSDB. Segundo o tucano, que recebeu o deputado, neste domingo, 7, em sua residência na capital, Maia disse que vai analisar a proposta e que não tomará essa decisão imediatamente.

“Ontem, recebi a visita (de Rodrigo Maia) em minha residência e o convidei (a se filiar). Ele vai analisar. Essa não é uma decisão que ele vai tomar de imediato. Ficou claro para mim que ele deixará o DEM. Nos próximos dias ou semanas teremos a posição dele”, disse Doria em entrevista coletiva nesta segunda, 7, no Palácio dos Bandeirantes.

- Publicidade -

O encontro entre Maia e o governador paulista acontece no momento em que PSDB, PSL, Cidadania e MDB fazem uma ofensiva para atrair o ex-presidente da Câmara. Em entrevista publicada nesta segunda-feira, 8, no jornal Valor Econômico, o deputado disse que pretende deixar o DEM e que vai para uma sigla que faça oposição ao presidente Jair Bolsonaro. “O DEM decidiu majoritariamente por um caminho, voltando a ser de extrema direita, que é ser aliado do Bolsonaro”, disse Maia.

Embora Doria não tenha tratado do assunto na conversa deste domingo, 7, o PSDB fluminense sinaliza que Maia pode ser o candidato da sigla ao Senado ou ao governo do Rio de Janeiro em 2022. “Maia tem tapete vermelho no PSDB e todo espaço político. Ele tem bagagem para disputar um cargo no Executivo. É um cenário promissor”, disse o deputado Otávio Leite (PSDB-RJ).

No entorno do presidente da Câmara, porém, a avaliação é que o deputado não tem demonstrado interesse em disputar um cargo majoritário nas eleições de 2022. O foco de Maia seria participar de uma articulação nacional para formar uma frente de centro e encontrar um nome viável para enfrentar Bolsonaro na disputa pelo Palácio do Planalto.

Reações

- Publicidade -

A entrevista de Maia e as notícias de que ele estaria conversando com partidos sobre uma possível filiação provocaram diversas reações. “Infelizmente, o deputado Rodrigo Maia tenta transferir para a presidência do Democratas a responsabilidade pelos erros que ele próprio cometeu durante a condução do processo de eleição da Mesa Diretora da Câmara”, disse o ex-prefeito de Salvador e presidente do DEM, ACM Neto, em nota divulgada nesta segunda-feira.

O dirigente disse, ainda, que “lamenta muito” as palavras do deputado Rodrigo Maia. “Não guardo rancor ou ódio de ninguém, porque não me permito ficar refém de sentimentos tão negativos”, afirmou ACM Neto.

Em outra frente, o senador Major Olímpio (SP), líder do PSL no Senado, rechaçou a possibilidade de o ex-presidente da Câmara entrar no partido. “Nem eu nem as bases do PSL vamos aceitar. Só seremos xingados nas ruas se aceitarmos Maia e ainda com o propósito macabro do PSL apoiar Doria em 22”, disse o parlamentar.

Procurada, a assessoria de Maia informou que ainda não há decisão sobre seu futuro político e que, no momento, “é tudo especulação”.

- Publicidade -

Jornal Página 3 nas redes

39,728FãsCurtir
18,100SeguidoresSeguir
6,571SeguidoresSeguir
11,600InscritosInscrever
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
×

Olá, leitor

Sugestões de pautas, informações em geral.

×