- Publicidade -
18 C
Balneário Camboriú

Vereador Cristiano quer que população de Balneário pague a rede de esgoto de Camboriú

Vereador novato demonstra desconhecimento do assunto

- publicidade -

Leia também

“Proibir nunca é a melhor saída”: prática de skate nas praças de Balneário é alvo de debate

Renata Rutes  Não é de hoje que a presença de skatistas nas praças de Balneário Camboriú – antes na Tamandaré...

Dia das Mães: comércio com boas expectativas, vendas devem aquecer nesta sexta e sábado

Data é uma das melhores para o varejo, e deve ser mais movimentada do que 2020 O Dia das Mães...

Balneário Camboriú tem dois atletas classificados para o Pan Sub 20 em outubro no Chile

Neste sábado o número pode aumentar no Estadual de Timbó

Vacinação para pessoas com comorbidades inicia neste sábado em Balneário Camboriú

A vacinação para pessoas com comorbidade, com 57, 58 e 59 anos, inicia neste sábado, das 8h às 17h;...

Manifestação #JustiçaporJeane acontece neste sábado, em Balneário Camboriú

O namorado, a família e amigos da jovem Jeane Fagundes, 23 anos, que perdeu a vida após ser atropelada...
- Publicidade -

O vereador Cristiano José dos Santos (PL), em sua primeira semana no Legislativo da cidade, defendeu nesta quarta-feira que Balneário Camboriú pague a implantação da rede de esgotos de Camboriú porque a vizinha cidade “não tem condições”.

Segundo o vereador, a poluição gerada por Camboriú desvaloriza Balneário Camboriú, o que é verdade, mas não justifica o cidadão daqui pagar pelo que o de lá tem obrigação de fazer.

- Publicidade -

Em verdade, o vereador Cristiano revela desconhecimento histórico sobre o assunto porque em três ocasiões Camboriú teve oportunidade de resolver o problema do seu esgoto e nas três os políticos e a população daquela cidade não quiseram fazê-lo.

Em 2005, com a criação da Emasa, foram feitas repetidas ofertas da empresa atender as duas cidades, mas o prefeito da época, Edinho Olegário, e a maioria dos vereadores, não quiseram.

Em 2015 a então prefeita Luzia Coppi Mathias, lesou seriamente os interesses do município ao conceder o serviço de água a uma empresa privada, sem incluir no contrato também o esgoto. Dessa forma a concessionária ficou com o filé (a água) e o município com o osso (o esgoto). Esse absurdo foi aprovado pela Câmara de Vereadores.

No final de 2017 o prefeito Fabrício Oliveira, de Balneário Camboriú, propôs ao prefeito de Camboriú, Elcio Kuhnen, a criação de um consórcio intermunicipal para a Emasa implantar a rede e cobrar pelo serviço de esgoto.

- Publicidade -

Na ocasião o prefeito camboriuense disse ao Página 3 que estava muito feliz e “nem ia conseguir dormir à noite”.

Depois disso a Emasa fez três reuniões com o pessoal da prefeitura de Camboriú e o acordo morreu quando, em novembro de 2019, a população de Camboriú decidiu em audiência pública que a concessionária Águas de Camboriú implantará o esgoto e isso irá demorar 10 anos.

Caminho jurídico

Nas repetidas vezes em que o Página 3 abordou o assunto, a conclusão foi sempre a mesma: Camboriú tem que ser obrigada a implantar rede de esgoto sob pena de proibir alvarás para novas construções e isso tem que ser buscado na justiça.

- Publicidade -

Jornal Página 3 nas redes

39,708FãsCurtir
18,100SeguidoresSeguir
6,593SeguidoresSeguir
11,600InscritosInscrever
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Dia das Mães: comércio com boas expectativas, vendas devem aquecer nesta sexta e sábado

Data é uma das melhores para o varejo, e deve ser mais movimentada do que 2020 O Dia das Mães é a segunda data mais...

Balneário Camboriú tem dois atletas classificados para o Pan Sub 20 em outubro no Chile

Neste sábado o número pode aumentar no Estadual de Timbó

Vacinação para pessoas com comorbidades inicia neste sábado em Balneário Camboriú

A vacinação para pessoas com comorbidade, com 57, 58 e 59 anos, inicia neste sábado, das 8h às 17h; nos postos de saúde da...
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
×

Olá, leitor

Sugestões de pautas, informações em geral.

×