- Publicidade -
17.4 C
Balneário Camboriú

Vereadores mais ‘combativos’ seguirão na mesma linha

- publicidade -

Leia também

‘Habite-se’ só através do ‘Aprova Fácil’ a partir desta quinta

Secretaria do Planejamento informando que a partir desta quinta-feira (13), os requerimentos de Habite-se protocolados na prefeitura de Balneário...

Pandemia faz turismo brasileiro acumular prejuízo de R$ 341,1 bilhões

Texto Daniela Amorim As atividades turísticas já somam um prejuízo de R$ 341,1 bilhões desde o agravamento da pandemia do...

Comandante da PM fala sobre redução nos índices de homicídios e roubos em Balneário

Nos quatro primeiros meses deste ano, Balneário Camboriú registrou uma redução de 62,5%, no número de homicídios e 68%...

Site da Epagri/Ciram apresenta a mais completa ferramenta de previsão de geada do Brasil

Santa Catarina conta com a mais completa previsão de geada do Brasil. A Epagri/Ciram aprimorou a ferramenta em seu...

Na Semana da Enfermagem, Big Wheel presenteia profissionais com passeios gratuitos até sexta-feira

Mais de 1600 profissionais da saúde de Balneário Camboriú vão poder aproveitar o momento de folga dessa semana, diante...
- Publicidade -

O prefeito reeleito Fabrício Oliveira seguirá governando com ampla maioria legislativa na próxima gestão, mas os vereadores que nesta legislatura mais cobraram, questionaram ou votaram contra determinados projetos do Executivo, também seguirão seus mandatos. Eles afirmam que continuarão aprovando todos os projetos importantes para Balneário Camboriú. Mas também prometem seguir cumprindo com rigor uma das principais funções de um legislador: a de fiscalizar as ações do Executivo. Fazer oposição saudável é bom para qualquer governo e todos, em algum momento, deveriam exercer o dever que o cargo impõe.

Lucas Gotardo (NOVO), o mais votado e Marcelo Achutti (MDB), o segundo mais votado, podem ser um bom exemplo de que exercer independência ou fazer uma ‘oposição saudável’, rende apoio do eleitor, que anda desacreditado de políticos em geral. Nessa linha também estão Nilson Probst e Elizeu Pereira (MDB) e André Meirinho (PP).

- Publicidade -

Esta semana a reportagem ouviu quatro deles e todos reafirmam que o governo terá apoio em todos os projetos que beneficiem a cidade, mas já sinalizaram problemas que esperam por respostas e como pretendem desempenhar na próxima legislatura.

Acompanhe:..

Lucas Gotardo:

“Não tem nada melhor que ser independente”

Foto – Dani Sisnandes

“Não me considero oposição, sempre tive uma postura independente, 80 a 90% dos projetos do Executivo votei favorável. Alguns votei contrário, fui um pouco mais enérgico, até porque o governo não aceita bem ser contrariado, questionado e confesso que minha personalidade não é de levar desaforo para casa, então batia de frente, fazia perguntas e quando não queriam explicar, responder, votava contrário.

Por isso as pessoas acabaram interpretando que sou contra o governo, que sou oposição, que sou um traidor, não é nada disso.

Eu não sou despachante de prefeito. Quero fazer o que é certo. Quando tenho dúvida, gosto que sejam sanadas. Meu papel é esse, fiscalizar, questionar, entender e votar sim ou não de acordo com aquilo que entendo. Não estou ali para agradar A ou B, pra ser amigo de A ou B ou pra trocar voto por meia dúzia de cargo.

Me considero independente, porque eu tive essa autonomia de não ter rabo preso com ninguém.

Na próxima legislatura, independente de prefeito que tivesse ganho, seguirei buscando minha independência sempre, porque não existe nada melhor do que ser um vereador independente.

Vejo que o Fabrício terá uma governabilidade muito fácil, tranquila, até porque a maior parte da base é muito submissa a ele, o pessoal tem um medo, não sei explicar o que é…mas vou seguir na minha linha de independência, aquilo que eu acreditar que é correto, vai ter meu voto favorável, assim como a maioria dos projetos da atual legislatura teve meu voto favorável. Só que quando encontrar algo para questionar, ou não tiver de acordo, ou não tiver seguro para votar, meu voto será contrário, pode ficar brabo, pode me chamar de traidor, não tô nem aí.

Minha preocupação é com o desenvolvimento da cidade e com a autonomia do meu mandato buscando sempre trazer transparência.

Sobre outras candidaturas, acho cedo, mas não escondo o jogo que tenho vontade de alcançar voos maiores, não quero ser um vereador carreirista, ter quatro, cinco mandatos, como muitos tiveram, já te antecipo que esta foi minha última eleição para vereador. O que me espera no futuro ainda não sei, tenho vontade de concorrer a um cargo maior, mas nada definido, se para deputado, prefeito, senador, só sei que a vereador não venho mais. Isso posso afirmar.

E isso não vai impedir de dar continuidade na Câmara de Vereadores, combatendo leis inúteis, buscando reduzir o número de burocracias, revogar leis, fiscalização intensa, cobranças com muita responsabilidade.

Uma das coisas que quero fazer é focar em cima dos contratos, principalmente de licitação, inclusive deixo meu gabinete à disposição para as pessoas que estão lendo a matéria, que preciso de ajuda externa para analisar esses contratos que são densos e sozinho não vou conseguir fazer. Aproveito para reiterar meus parabéns ao prefeito Fabrício, mais de 50% dos eleitores o escolheram, ele fez uma excelente eleição, no governo dele teve bastante coisas que desenvolveu, muitas outras ficaram para trás, mas vou continuar fazendo meu papel sem pessoalizar, minha função exige que eu tenha algum posicionamento mais fiscalizatório, isso incomoda um pouco, sei que ele está chateado comigo, mas faz parte, não dá para fazer política com estômago.

Vou fazer meu papel, fui eleito para isso e poucas pessoas hoje cumprem o verdadeiro papel de vereador. E como estou recebendo – e bem – para isso, fui eleito para isso, as pessoas esperam isso de mim, eu vou fazer o meu papel com a maior intensidade possível.

Se tivermos um parlamento em que todos pensam igual, não teria necessidade de ter um parlamento.

Ter pessoas que às vezes tiram o prefeito da zona de conforto é extremamente saudável, acho que ele deveria ouvir mais isso, infelizmente ele não gosta de críticas, porque se um dia a cidade me der oportunidade de ser prefeito, eu gostaria de ter pessoas que me alertassem sobre possíveis irregularidades. Tenho certeza que nenhum prefeito tem controle absoluto de uma prefeitura. Humanamente impossível você liderar sete mil funcionários como tem na prefeitura de Balneário. Lembra da primeira entrevista que dei para ti? Tenho guardada até hoje, eu dizendo que ia buscar fazer o meu trabalho com excelência e está escrito no jornal que eu não iria agradar A nem B, fiscalizar, aprovar o que é importante, está lá escrito, no final de 2016…eu cumpri com aquilo que falei e só reforço aquela matéria que vou sempre fazer um trabalho de excelência”.


Marcelo Achutti

“Assumi compromisso pela redução do número de vereadores”

Foto – Divulgação

“Esta eleição para vereadores foi atípica, mostrou que as pessoas não estavam interessadas em promessas, mas em avaliar o que eles fizeram nos últimos 4 anos.

Vejo por mim, defendi várias bandeiras, com destaque para a redução do número de vereadores, que propomos em 2018, porque não podemos admitir que em Balneário Camboriú, com 47 quilômetros quadrados, tenha uma Câmara com 19 vereadores. Cada vereador custa em média R$ 1 milhão, então são R$ 19 milhões na conta da sociedade de Balneário Camboriú. Assumi o compromisso de retomar o projeto de redução no primeiro dia da nova legislatura.

Outro assunto que precisamos trazer de volta é a Reforma Administrativa que não aconteceu. Essa Reforma foi uma promessa da administração Fabrício e Carlos Humberto. Ela pode economizar vários milhões de reais. Estamos encerrando o ano com déficit de mais de R$ 150 milhões, compreendemos que a arrecadação caiu, que estamos vivendo um momento de pandemia, mas não consigo compreender porque a Reforma Administrativa foi retirada da Câmara de Vereadores, temos que retomar isso o mais rápido possível, porque é isso que a sociedade espera de nós.

Também posso adiantar que não apoiarei nenhum tipo de aumento de impostos, porque fui eleito para defender a comunidade e isso vou fazer com muita garra, determinação e muita vontade de trabalhar.

O governo vai ter maior tranquilidade para governar, tem ampla maioria, e nós vamos fazer nosso papel, fiscalizar, propor e acima de tudo, todas as matérias que forem importantes terão meu apoio”.


Nilson Probst

“Vamos cobrar uma Reforma Administrativa drástica”

- Publicidade -

Foto – Divulgação

“Eleição foi difícil, diferente, 31 mil pessoas deixaram de votar. Os vereadores que foram mais combativos se reelegeram. Os projetos que foram bons para a cidade sempre iremos aprovar, mas vamos cobrar bastante.

Como por exemplo, uma Reforma Administrativa drástica, porque o município está em situação difícil. Um governo que recebeu R$ 200 milhões em caixa, hoje a previsão orçamentária é de R$ 150 milhões negativos para o próximo ano, usaram a máquina de uma maneira muito forte com cargos, nomearam comissões acima do normal, é preciso enxugar a máquina.

Outra cobrança será referente ao Plano Diretor. Há quatro anos, eu era o presidente da Câmara, o prefeito eleito pediu para que não votássemos, porque ele iria mandar o projeto logo em seguida, no início do seu mandato para ser votado. Passaram-se quatro anos e o projeto não veio para a Câmara.

Tem outras questões que precisamos cobrar, além da redução da máquina pública e do Plano Diretor, a questão do não cuidado,,,por exemplo, ficamos sete meses com as escolas fechadas e tem algumas que não podem ser utilizadas, exemplo, a Dona Lili, que não foi utilizada neste domingo de eleições, porque não tem condições de uso. Imagina quando voltar as aulas, como faz?

Tem muitas coisas com problemas. Fizeram um estudo para terceirizar o hospital, pagaram R$ 800 mil e já faz mais de um ano, e até hoje esse estudo não foi apresentado.

Outro assunto é a quantidade de pessoas na fila para cirurgias eletivas. Só para ter uma ideia, para cirurgia de catarata, que é muito simples, tem 300 pessoas na fila esperando.

A educação não está numa situação boa, pela primeira vez na historia o IDEB caiu no município.

Então essa vai ser a nossa atuação, cobrar muito forte as ações do governo municipal que estão sem resposta”, afirmou.


André Meirinho

“Contrapontos são importantes”

Foto – Divulgação

“Vamos continuar o trabalho pensando no melhor para Balneário Camboriú, não sou da base do governo (situação), mas não farei oposição a bons projetos do governo que visem o bem da cidade. No entanto, fazer e aprovar as leis que conduzem a sociedade não é e não pode ser uma tarefa automática, os contrapontos são importantes para que o refinamento dos projetos de lei recebam análise criteriosa, no que for necessário se opor o farei visando leis coerentes com interesse público. Vou manter meu posicionamento de Posição para o bem de Balneário Camboriú defendendo projetos com visão de cidade, que pensem na qualidade de vida do presente e futuro da nossa população, com visão coletiva, não para defender interesses pessoais, porque é exatamente o que entendo que o cidadão espera, independente de partidos políticos”.

- Publicidade -

Jornal Página 3 nas redes

39,735FãsCurtir
18,100SeguidoresSeguir
6,591SeguidoresSeguir
11,600InscritosInscrever
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Pandemia faz turismo brasileiro acumular prejuízo de R$ 341,1 bilhões

Texto Daniela Amorim As atividades turísticas já somam um prejuízo de R$ 341,1 bilhões desde o agravamento da pandemia do novo coronavírus no País, em...

Comandante da PM fala sobre redução nos índices de homicídios e roubos em Balneário

Nos quatro primeiros meses deste ano, Balneário Camboriú registrou uma redução de 62,5%, no número de homicídios e 68% no número de roubos, comparado...

Site da Epagri/Ciram apresenta a mais completa ferramenta de previsão de geada do Brasil

Santa Catarina conta com a mais completa previsão de geada do Brasil. A Epagri/Ciram aprimorou a ferramenta em seu site, que agora disponibiliza probabilidade...
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
×

Olá, leitor

Sugestões de pautas, informações em geral.

×