- Publicidade -
28 C
Balneário Camboriú

58 pescadores de Balneário farão teste de Covid-19

Leia também

Atualizado: é o caos Santa Catarina agora tem apenas 1 leito de UTI

Com seu sistema de saúde público e privado em colapso, Santa Catarina chegou às 11h quarta-feira com apenas uma...

Hospital da Unimed comunica ao MP que está na iminência de medidas drásticas

A direção do Hospital da Unimed, localizado em Balneário Camboriú, comunicou ao Ministério Público e aos médicos da região...

Estado de SP entra na fase vermelha a partir da zero hora de sábado, dia 6

Com o agravamento da pandemia da covid-19, todas as regiões do Estado entrarão na fase vermelha do Plano São...

A prefeitura de Balneário Camboriú, através da Secretaria de Inclusão Social e pelo programa Bem Estar da Família, começou a testar na quinta-feira (14) os 58 pescadores que integram a Colônia de Pescadores do Bairro da Barra. O governo municipal recebeu 300 testes e o processo seguirá até a próxima semana.

Segundo a secretária de Inclusão da cidade, Christina Barichello, até o momento cerca de 10 já passaram pelo exame e nenhum positivou para Covid-19. 

- Publicidade -

“É uma iniciativa através do programa Bem Estar da Família. “O programa também engloba essa população, que é vulnerável já que há muitos idosos entre eles, que também ficam muito tempo no mar. Estamos aproveitando para orientá-los sobre a importância do uso da máscara e do álcool gel, seguiremos testando eles na próxima semana. Se algum positivar, iremos testar toda a família, já que temos mais testes disponíveis”, diz. 

Os testes rápidos estão acontecendo diretamente na Colônia, localizada no Bairro da Barra – o ‘berço’ da cultura açoriana de Balneário e onde se concentra o maior número de pescadores da cidade. 

“O nosso objetivo fazendo o teste direto na Colônia é ter a maior adesão possível. Já havíamos feito ações anteriores de entrega de máscaras diretamente nos ranchos de pesca também, com o objetivo de incluir essa população, assim como também fizemos com os quilombolas”, explica.

Auxílio aos pescadores

- Publicidade -

Este ano o governo municipal pretende fazer um trabalho ‘com olhar diferenciado’ junto aos pescadores. 

“Muitos deles são analfabetos, queremos dar a possibilidade de letramento, um apoio com cursos profissionalizantes também, para eles poderem manter as características culturais, mas se desenvolverem se assim desejarem”, comenta Christina.

Uma das ações pretendidas pela prefeitura é trabalhar o couro do peixe – item que pode ser, segundo a secretária, vendido até mesmo em dólar. 

“Queremos adquirir máquinas para fazer bolsas, calçados, etc., podendo assim até mesmo contemplar as famílias deles, através desse artesanato. Foi um pedido do prefeito Fabrício Oliveira, para termos esse olhar para eles”, completa, citando que o Secretário da Pesca, Jorge Seif Junior, tem apartamento em Balneário e isso pode auxiliar no processo. 

“Há esse contato próximo, ele é daqui, já estamos pensando em projetos”, completa.

(Foto divulgação PMBC).

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -

Entidades ligadas à proteção de animais revisaram protocolo de atendimento, que ficou mais severo

A aprovação da Lei Sansão, que alterou a Lei de Crimes Ambientais (Lei nº 9.605) e que prevê punições...
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -