- Publicidade -
22 C
Balneário Camboriú

EUA autoriza uso emergencial de vacina da Janssen/J&J, que requer apenas 1 dose

Leia também

BC Investimentos finaliza sondagem de investidores no Morro do Careca, Passarela da Barra e Mercado Público

A presidente da BC Investimentos, Maria Pissaia disse que nesta sexta-feira (10) encerra as entrevistas com as empresas interessadas...

19 milhões de brasileiros passaram fome em 2020: em Balneário, campanhas seguem, mas precisam de apoio

Por que não transformar locais de vacinação em postos de arrecadação de alimentos?

Homem é preso com arma e R$ 25 mil em dinheiro em Balneário Camboriú

Um homem de 36 anos foi preso, na quinta-feira (8), com uma pistola e R$ 25 mil em dinheiro,...

Ladrões com motocicleta assaltam dono de Ferrari à luz do dia em Balneário Camboriú

Dois motociclistas assaltaram um homem que dirigia uma Ferrari, por volta do meio-dia, na Rua 2.100, centro de Balneário...

Inclusão Social faz mutirão ‘Não dê esmola, dê oportunidades’ em lojas e condomínios de Balneário Camboriú

A prefeitura, através da Secretaria da Inclusão Social começou há 10 dias um mutirão no comércio, prédios e condomínios...
- Publicidade -

A agência reguladora para medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) autorizou nesta sábado, 27, o uso emergencial no país da vacina contra covid-19 produzida pela Janssen, farmacêutica do grupo Johnson & Johnson. O imunizante é o terceiro aprovado para uso nos EUA, e o primeiro que necessita de apenas uma dose. A liberação é válida para pessoas acima dos 18 anos, de acordo com comunicado emitido pela FDA.

No geral, a vacina foi aproximadamente 67% eficaz na prevenção de covid-19 em quadros moderados a grave, ou críticos, o que ocorre pelo menos 14 dias após a vacinação, e 66% eficaz prevenindo as mesmas evoluções após 28 dias da imunização, segundo o comunicado. No momento, os dados não são suficientes para determinar por quanto tempo a imunidade com base na vacina deve durar, afirma o documento.

- Publicidade -

“A autorização desta vacina expande a disponibilidade de vacinas, o melhor método de prevenção médica para a covid-19, para nos ajudar na luta contra esta pandemia, que ceifou mais de meio milhão de vidas nos EUA”, afirmou a Comissária Interino da FDA Janet Woodcock. O processo era esperado, após um comitê de especialistas ter recomendando ontem, por unanimidade, a liberação do uso.

Ontem, o presidente dos EUA, Joe Biden, afirmou que o país tem “sua terceira vacina segura”, em referência ao imunizante. Antes, o mandatário havia afirmado que se a agência reguladora aprovasse o uso da vacina da J&J, os EUA teriam um plano para distribuir as doses “tão rápido quanto a empresa puder fabricá-las”. O plano do presidente é a imunização de todos os adultos do país até o final de julho.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -