- Publicidade -
20 C
Balneário Camboriú

Pfizer inicia registro da vacina na Anvisa, mas não há prazo para estar disponível no Brasil

- publicidade -

Leia também

Aumento de focos e casos de dengue na região preocupa

População precisa ajudar a conter infestação do Aedes aegypti

Em 2019 Paulo Gustavo apareceu de surpresa em cinema de Balneário Camboriú

Relembre a nota da colunista social, Sonia Tetto, de 02/01/2020. "O ator Paulo Gustavo “invadiu” uma sala de cinema do...

Atleta e técnico de Balneário convocados para semana de treinos em SP com vistas aos Jogos Paralímpicos

A atleta Suelen Marcheski de Oliveira e seu treinador Caike Jacob Rovigo foram selecionados para participar do camping seletivo...

Professora do colégio Maria da Glória, agredida por mãe de aluna em 2019, será indenizada

Uma professora de Química, que foi agredida pela mãe de uma aluna na saída da Escola de Educação Básica...

Câmara delibera sobre um projeto e duas medidas provisórias nesta quarta

Na pauta da sessão legislativa desta quarta-feira (5), o projeto 76/2020, de autoria do Poder Executivo, que desafeta do...
- Publicidade -

Produção inicial de 50 milhões de doses, prometida para 2020, deverá ficar restrita à população dos Estados Unidos.

A farmacêutica Pfizer informou nesta quarta-feira, 25, que deu início ao processo de submissão para registro da sua vacina contra a covid-19 junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O imunizante, que é desenvolvido em parceria com a BioNTech, tem eficácia de 95%, segundo dados divulgados na semana passada.

- Publicidade -

“Esse é um importante passo para que o imunizante esteja disponível no Brasil. A Pfizer disponibilizará todos os dados necessários para avaliação e estará em total colaboração com a Anvisa para que esse processo transcorra da melhor maneira e o mais rapidamente possível”, disse, em nota, Márjori Dulcine, diretora médica da Pfizer Brasil.

Apesar de o registro ter sido iniciado junto à Anvisa, ainda não está claro quando o Brasil poderia ter acesso à vacina. Uma produção inicial de 50 milhões de doses, prometida para 2020, deverá ficar restrita à população dos Estados Unidos. Para 2021, a empresa prevê produzir 1,3 bilhão de doses. Pela característica da vacina, a logística de distribuição terá de superar o desafio de manter o imunizante em temperaturas extremamente frias.

A Pfizer lembrou na nota desta quarta-feira que o modelo de registro adotado pela Anvisa, de submissão contínua, é novo e foi implementado para dar mais agilidade na análise das vacinas contra a covid-19. A empresa realizou nesta quarta-feira uma reunião com a agência para dar andamento à etapa inicial do processo de submissão.

O mesmo procedimento está sendo realizado junto a outras agências de regulação pelo mundo, incluindo a FDA, nos Estados Unidos, a EMA, na União Europeia, e a MHRA, no Reino Unido.

- Publicidade -

No Brasil, testes com a vacina da Pfizer envolvem 2.900 voluntários, de um total de 43,6 mil participantes em todo o mundo. Ao todo, há 150 locais de estudos clínicos nos Estados Unidos, Alemanha, Turquia, África do Sul, Brasil e Argentina. “A Pfizer e a BioNTech planejam apresentar os dados de eficácia e segurança do estudo para revisão por revistas científicas, assim que a análise dos dados for concluída”, detalha a nota da empresa.

- Publicidade -

Jornal Página 3 nas redes

39,696FãsCurtir
18,100SeguidoresSeguir
6,592SeguidoresSeguir
11,600InscritosInscrever
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Em 2019 Paulo Gustavo apareceu de surpresa em cinema de Balneário Camboriú

Relembre a nota da colunista social, Sonia Tetto, de 02/01/2020. "O ator Paulo Gustavo “invadiu” uma sala de cinema do Balneário Shopping, em Santa Catarina,...

Atleta e técnico de Balneário convocados para semana de treinos em SP com vistas aos Jogos Paralímpicos

A atleta Suelen Marcheski de Oliveira e seu treinador Caike Jacob Rovigo foram selecionados para participar do camping seletivo para os Jogos Paralímpicos de...

Professora do colégio Maria da Glória, agredida por mãe de aluna em 2019, será indenizada

Uma professora de Química, que foi agredida pela mãe de uma aluna na saída da Escola de Educação Básica Professora Maria da Glória Pereira,...
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
×

Olá, leitor

Sugestões de pautas, informações em geral.

×