- Publicidade -
20.3 C
Balneário Camboriú

Secretário da Casa Civil virá a Balneário Camboriú nesta terça para discutir medidas emergenciais com o prefeito

Mais leitos de UTI e de retaguarda para a região da Amfri

Leia também

BC Investimentos finaliza sondagem de investidores no Morro do Careca, Passarela da Barra e Mercado Público

A presidente da BC Investimentos, Maria Pissaia disse que nesta sexta-feira (10) encerra as entrevistas com as empresas interessadas...

19 milhões de brasileiros passaram fome em 2020: em Balneário, campanhas seguem, mas precisam de apoio

Por que não transformar locais de vacinação em postos de arrecadação de alimentos?

Homem é preso com arma e R$ 25 mil em dinheiro em Balneário Camboriú

Um homem de 36 anos foi preso, na quinta-feira (8), com uma pistola e R$ 25 mil em dinheiro,...

Ladrões com motocicleta assaltam dono de Ferrari à luz do dia em Balneário Camboriú

Dois motociclistas assaltaram um homem que dirigia uma Ferrari, por volta do meio-dia, na Rua 2.100, centro de Balneário...

Inclusão Social faz mutirão ‘Não dê esmola, dê oportunidades’ em lojas e condomínios de Balneário Camboriú

A prefeitura, através da Secretaria da Inclusão Social começou há 10 dias um mutirão no comércio, prédios e condomínios...
- Publicidade -

O secretário da Casa Civil, Eron Giordani estará em Balneário Camboriú nesta terça-feira (2) para discutir medidas emergenciais sobre ampliação de leitos de UTI e de retaguarda no Hospital Ruth Cardoso e no Centro Covid com o prefeito Fabrício Oliveira. Os demais prefeitos da região da Amfri também deverão participar do encontro.

O governo quer saber dos prefeitos da Amfri quantos leitos conseguem ampliar em seus hospitais, o custeio e quanto o Estado terá que investir.

- Publicidade -

Prefeito Fabrício reforçou que a prioridade neste momento é a abertura de mais leitos de UTI e também de retaguarda.

“Porque abrir mais leitos significa compra de equipamentos, custeio e contratação de equipe e todos os prefeitos da região estão fazendo esse levantamento”, disse.

Fabrício disse que até a semana passada a intenção era ampliar leitos na pediatria, mas hoje não é mais possível, porque todo o espaço está ocupado.

“No Centro Covid abrimos 30 leitos de UTI e 20 na enfermaria, não tem mais espaço. Por isso, todos os prefeitos estão verificando onde e quantos leitos poderão abrir e o custo para repassar estas informações ao secretário”, acrescentou o prefeito.

Nova ala do Marieta só em 90 dias

- Publicidade -

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, recebeu um documento com pedidos dos prefeitos dos 11 municípios da AMFRI, para medidas de enfrentamento à Covid-19 na região, em reunião nesta segunda-feira (1), em Itajaí.

Além do compromisso do governo do Estado de colocar em operação o Complexo Madre Tereza, no Hospital Marieta Konder Bornhausen em 90 dias, o secretário assegurou recursos para a ampliação da capacidade de atendimento, manutenção e custeio do Hospital Municipal Ruth Cardoso e Centro Municipal de Acolhimento e Tratamento da COVID-19, além de implantação de leitos de enfermaria em hospitais municipais da região.

O presidente da AMFRI e prefeito de Porto Belo, Emerson Stein, considerou a reunião desta segunda-feira positiva.

“O secretário nos garantiu que vai habilitar os leitos de retaguarda nos hospitais, após levantamento que será entregue amanhã (2) para a Secretaria de Estado de Saúde, para abrir espaços de novas UTI’s nos Hospitais que atendem alta complexidade. Temos essa garantia de pagamento e os municípios da AMFRI irão cobrar para que seja o mais breve possível”, disse Stein.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -